Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Inédito na história: mesquita síria é dedicada a ninguém menos que Maria

Waiting For The Word / Flickr CC
Compartilhar

A Mãe de Jesus pode ser a mediadora entre islã e cristianismo para uma convivência de paz

A Agência de Notícias Árabe Síria (SANA) informou que foi inaugurada no último sábado, 6 de junho, uma mesquita sem precedentes no mundo islâmico: situada na cidade litorânea de Tartous, na Síria, ela é dedicada a ninguém menos que a Virgem Maria, mãe de Jesus Cristo.

Segundo Mohammad Abdul-Sattar al-Sayyed, o ministro sírio dos Bens Religiosos, esta novidade representa o real sentido de uma mesquita: convidar os fiéis à fraternidade.

O Patriarcado Maronita em Tartous e Lattakia elogiou a iniciativa e declarou que ela destaca o compartilhamento de uma mensagem sublime de amor e de paz por parte de cristãos e muçulmanos.

Maria é reconhecida pelo islã como a mãe do profeta Jesus e seu nome aparece 34 vezes no alcorão, mais do qualquer membro da família do profeta Maomé. Além disso, ela é a única mulher que dá nome a uma sura (capítulo) do alcorão: a sura 19 se chama Maryam, Maria em árabe.

Como tantas vezes ao longo da história, que Maria seja mediadora entre os homens para, finalmente, chegarmos à paz!