Aleteia
Terça-feira 27 Outubro |
São Fulco
Atualidade

O número 666 é perigoso?

GARRY KNIGHT

O Catequista - publicado em 29/06/15

Descubra o que está por trás do famoso "número da Besta" e a verdade sobre a implantação do microchip em seres humanos

Muitos cristãos, inclusive católicos, estão apavorados com a possibilidade de que, em breve, os governos de todo o mundo obriguem os cidadãos a usar microchips sob a pele. Protestantes neopentecostais, sempre “ungidos” com aquele pudê de correta interpretação da Bíblia (aham…) estão garantindo que os chips implantados sob a pele são a concretização dessa profecia do Apocalipse:

"Conseguiu que todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e escravos, tivessem um sinal na mão direita e na fronte, e que ninguém pudesse comprar ou vender, se não fosse marcado com o nome da Fera, ou o número do seu nome.

Eis aqui a sabedoria! Quem tiver inteligência, calcule o número da Fera, porque é número de um homem, e esse número é seiscentos e sessenta e seis." (Apo 13,16-18)

Vejam a matéria que a TV da Igreja Universal do Reino de Deus preparou sobre o assunto (filme B de terror perde):

https://youtu.be/n7zpfOKq-_U

Depois dessa dose cavalar e quase suicida de exegese bíblica destrambelhada – ou melhor, de exeJEGUE bíblica –, vamos aos fatos. É possível que, no futuro, todos os cidadãos tenham que usar microchips sob a pele? Sim, é possível. Será algo bom? Será algo ruim? Não sabemos. Por enquanto, como disse Dom Estêvão Bettencourt,do ponto de vista religioso só podemos dizer que o uso dessa tecnologia é algo neutro (Fonte: Revista P&R, Nº 486 – Ano 2002 – p. 496).

Os profetas histéricos anti-chip argumentam que essa tecnologia seria usada por um governo mundial para controlar a vida das pessoas. Isso é bem provável, mas… Meninos, vocês estavam onde quando estourou o escândalo WikiLeaks? Em Marte? Os governos e empresas já têm amplo acesso a cada passo de seus cidadãos e consumidores, pois quase tudo o que fazemos é registrado em nossos computadores pessoais (PCs, smatphones, tablets etc.) e ligações telefônicas. Isso sem falar nas câmeras espalhadas em quase todos os ambientes que frequentamos.

O chip sob a pele, se for implantado em uma escala global, vai somente intensificar uma realidade já bastante ampla: temos muito pouca privacidade e nossos passos são quase todos monitorados e registrados por governos e empresas. Isso é bizarro e preocupante? Sim. Poderá trazer muitos males? Talvez, o tempo dirá. E a Igreja certamente nos alertará, caso necessário.

Mas que fique claro: ninguém será condenado por aderir a um sistema de identificação eletrônico. Podemos ser condenados, isso sim, por aderir a valores e ideologias anticristãs. Isso sim é a verdadeira Marca da Besta, a marca da mundanidade.

A marca da besta dos tempos de João

Os estudiosos do Apocalipse concordam que o número 666 se refere a Nero César, imperador que iniciou uma terrível perseguição contra os cristãos. Sua maldade era tamanha que os cristãos começaram a chama-lo de “besta”. Essa explicação é bastante plausível, pois São João deixa claro que o número da besta é “número de um homem”.

Escrevendo o nome de Nero em letras hebraicas, temos:

N       R      W      N             Q      S      R

50    200     6      50            100   60    200   =  666

Nos tempos do Apóstolo João, os cristãos iam ao mercado, e era constrangedor – e até mesmo perigoso – não ofertar algumas pedras de incenso a alguma das muitas esculturas de deuses pagãos. Se um comerciante cristão tinha uma venda, as pessoas estranhavam o fato de não haver nenhuma imagem de ídolo ali. Tais esculturas estavam presentes em toda a parte, e os cristãos despertavam desconfiança e hostilidades por não prestarem culto a elas.

Portanto, como diz o Apocalipse, as atividades de compra e venda dos cristãos ficavam comprometidas por sua fidelidade ao Evangelho.

  • 1
  • 2
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
Demônio
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
SAINT MICHAEL
Philip Kosloski
Oração a São Miguel por proteção contra inimi...
São Padre Pio de Pietrelcina
Oração de cura e libertação indicada pelo exo...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia