Aleteia
Quarta-feira 21 Outubro |
São Bertoldo de Parma
Estilo de vida

Crise econômica (e moral): é hora de recriar a cultura do trabalho verdadeiro

Aleteia Brasil - publicado em 02/09/15

O trabalho verdadeiro deve superar os subsídios paliativos e gerar desenvolvimento sustentável

No Dia do Trabalhador deste ano, o episcopado da Argentina publicou uma mensagem para incentivar o verdadeiro trabalho digno e sustentável, única fonte objetiva de desenvolvimento real. A mensagem foi endereçada aos trabalhadores, aos dirigentes sindicais, aos empresários, aos governantes, legisladores e líderes políticos, aos jovens e aos educadores. Afinal, gerar e realizar trabalho é um desafio conjunto em qualquer sociedade responsável.

A reflexão é perfeitamente oportuna para o Brasil de hoje, que sofre com o mau desempenho da economia, com políticas desencontradas, com um nível genocida de corrupção em todos os âmbitos da sociedade, com o aumento contínuo do custo de vida, com o avanço do desemprego, com práticas de especulação e exploração de pessoas, com polarizações ideológicas contraproducentes e com perspectivas medíocres de justiça social efetiva.

Seguem as palavras dos bispos argentinos:

Queremos celebrar este Dia do Trabalho com todos os nossos irmãos, em gratidão pelos muitos exemplos que conhecemos de gente que trabalha para sustentar e colaborar no desenvolvimento da sua família e da pátria e pedindo a nosso Senhor uma bênção especial para todos os trabalhadores e para as suas famílias.

Também queremos fazer ressoar a voz de quem é explorado em trabalhos indignos, mal remunerados e informais, excluídos de seus direitos legais, e de quem não tem trabalho, em especial os muitos jovens marginalizados pela nossa sociedade, que os faz competir com grandes desvantagens pelo acesso ao mercado de trabalho.

O trabalho decente é essencial para a dignidade e para o pleno desenvolvimento das pessoas. A geração de fontes de trabalho, portanto, tem de ser um dos objetivos compartilhados por todas as forças políticas; tem de ser uma das almejadas políticas de Estado.

Assim, com humildade, mas convictos da importância do trabalho para a nossa sociedade, propomos:

Aos trabalhadores:

Qualquer que seja o nosso papel e a nossa hierarquia, cumpramos a tarefa confiada a nós, empregando os nossos talentos para fazer as coisas bem feitas, com fidelidade e com responsabilidade, respeitando os subalternos, os companheiros e os superiores, incentivando o diálogo, a harmonia e a solidariedade no local de trabalho, respeitando e exigindo respeito pelos nossos direitos e pelos direitos dos outros, com a consciência de que o bem comum é construído a partir de cada um, todos os dias.

Aos dirigentes sindicais:

Representem com fidelidade os interesses autênticos dos trabalhadores, deixando de lado interesses pessoais em prol do bem comum, empregando o poder da negociação coletiva para defender a justa remuneração e as boas condições de trabalho, contribuindo para cuidar das fontes de trabalho com visão de longo prazo e negociando de modo honesto, na forma da lei.

Aos empresários:

Desenvolvam a sua vocação empreendedora com vigor e criatividade, gerando postos de trabalho com salários justos e no pleno respeito das leis trabalhistas, colocando o bem das pessoas à frente do lucro e entendendo o sentido solidário da sua ação, que tem a missão de colocar os talentos recebidos a serviço do próximo.

Aos governantes, legisladores e líderes políticos:

Priorizem as ações focadas na geração de emprego verdadeiro, produtivo e de qualidade, encorajando os empreendedores a investirem e assumirem riscos, estimulando a competitividade das empresas, facilitando o seu crescimento e desenvolvimento e zelando pela abolição do trabalho escravo e informal. Priorizem o emprego dos jovens e criem as condições necessárias para superar a prolongada fase dos subsídios paliativos, possibilitando o acesso a genuínas fontes de trabalho que destaquem plenamente a dignidade as pessoas.

Aos jovens:

Capacitem-se e preparem-se para assumir um trabalho criativo e valioso para a sociedade, assumindo-o como verdadeira vocação e evitando a tentação de esperar que tudo seja dado de graça.

Aos educadores:

Com a sua palavra e testemunho, contribuam para recriar a cultura do trabalho, preparando as crianças e os jovens para assumirem responsabilidades e oferecerem os seus talentos às comunidades em que vivem.

Que a comemoração deste Dia do Trabalhador nos incentive a cumprir os nossos compromissos a fim de celebrar o próximo Dia do Trabalhador com mais trabalho de qualidade, com menos desemprego e menos subempregos, com salários melhores e condições de trabalho mais adequadas, sem trabalho escravo, com mais oportunidades para os jovens e, por conseguinte, com uma sociedade mais justa.

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
crisePolíticaTrabalho
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
CARLO ACUTIS
John Burger
Como foram os últimos dias de vida de Carlo A...
violência contra padres no Brasil
Francisco Vêneto
Outubro de cruz para padres no Brasil: um per...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
Pe. Gilmar
Reportagem local
Padre é encontrado após três dias desaparecid...
CHILE
Reportagem local
Duas igrejas são incendiadas durante protesto...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia