Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Domingo 17 Janeiro |
home iconReligião
line break icon

Papa: fé cubana segue viva apesar de dificuldades

AFP

Agências de Notícias - publicado em 22/09/15

O pontífice fez referência, mas sem uma menção explícita, ao período em que o ateísmo foi imposto na ilha após a revolução cubana

O Papa Francisco destacou que o povo cubano viveu “dores e penúrias” que não acabaram com sua fé em Deus, em uma missa no Santuário da Virgem da Caridade, a última de sua visita à ilha, que termina nesta terça-feira, quando ele viaja aos Estados Unidos.

“A alma do povo cubano (…) foi forjada entre dores, penúrias que não conseguiram apagar a fé, esta fé que permaneceu viva graças a tantas avós que seguiram tornando possível, no cotidiano do lar, a presença viva de Deus”, afirmou o papa em sua homilia no templo mais venerado da ilha, perto de Santiago de Cuba.

O pontífice argentino fez referência, mas sem uma menção explícita, ao período em que o ateísmo foi imposto na ilha após a revolução cubana de 1959, quando as autoridades comunistas tinham uma visão ruim dos fiéis, que eram alvos de discriminação.

Cuba deixou oficialmente de ser um Estado ateu em 1992 e passou a ser laico. As relações entre o Estado e a Igreja melhoraram a partir da visita do papa João Paulo II em 1998 e agora o Vaticano é um interlocutor privilegiado do governo de Raúl Castro.

“Avós, mães e tantos outros que com ternura e carinho deram sinais de visitação, de coragem, de fé para seus netos, em suas famílias. Deixaram aberta uma pequena fresta como um grão de mostarda, onde o Espírito Santo seguia acompanhando o palpitar deste povo”, completou Francisco.

Depois da missa no santuário, o pontífice se encontraria com famílias cubanas na catedral de Santiago, antes de abençoar a cidade e viajar aos Estados Unidos.

Em Santiago de Cuba, grande porto da região leste da ilha que viu o nascimento da revolução cubana e perto da polêmica base americana de Guantánamo, Francisco se despedirá das autoridades e do povo cubanos, que o receberam no sábado.

O pontífice argentino, que aos 78 anos resistiu em Cuba ao forte calor e a uma agenda repleta de atividades, com um intenso contato com a população, encerra a visita em pleno período de aproximação entre Washington e Havana.

Francisco, que mediou a aproximação entre Cuba e Estados Unidos após mais de 50 anos de inimizade, o que resultou no restabelecimento de relações diplomáticas, viajará a Washington a bordo do avião da Alitalia que o levou de Roma a Cuba.

Na base aérea de Andrews será recebido pelo presidente Barack Obama e sua esposa Michelle, em uma demonstração da importância que o chefe de Estado americano concede à visita do líder da Igreja Católica.

Obama, primeiro presidente negro dos Estados Unidos e protestante, expressa uma grande simpatia por Francisco, a quem geralmente chama de “papa dos pobres”.

A imprensa dos Estados Unidos faz uma grande cobertura da visita do pontífice, que tem um índice de apoio de 66% dos americanos, segundo uma recente pesquisa.

Mas seus apelos a favor dos pobres, contra o capitalismo selvagem e de combate ao aquecimento global também renderam muitas críticas dos conservadores, dos meios econômicos liberais, de Wall Street ao ultraconservador Tea Party, e no Partido Republicano.

Durante a visita aos Estados Unidos, com discursos no Congresso americano e na sede das Nações Unidas, Francisco deve abordar temas explosivos, como a imigração, a defesa do meio ambiente e a desaceleração da economia.

(Com AFP)

Tags:
Papa
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Top 10
Aleteia Brasil
Na íntegra: as três partes do Segredo de Fáti...
UNPLANNED
Jaime Septién
Filme contra o aborto arrasa nas bilheterias ...
BABY BAPTISM
Padre Reginaldo Manzotti
Por que é tão importante batizar uma criança?
Deserto de Negev
Francisco Vêneto
Pedra de 1.400 anos com inscrição mariana é e...
KRZYŻYK NA CZOLE
Beatriz Camargo
60 nomes de bebês que carregam mensagens pode...
Reportagem local
Papa Francisco: cuidado com os cristãos que s...
POPE JOHN PAUL II
Philip Kosloski
"Não tenhais medo": a frase mais usada por Sã...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia