Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Domingo 09 Maio |
home iconReligião
line break icon

Guerra de religiões? Mas e as vítimas muçulmanas?

Ary Waldir Ramos Díaz - publicado em 27/11/15

Diretor das Obras Missionais Pontifícias: o que aconteceu em Paris, Túnis, Beirute e no Mali é a mesma coisa – terrorismo, não religião

“A Tunísia acordou com muita tristeza e decepção”, disse à Agência Fides o padre Jawad Alamat, diretor nacional das Obras Missionais Pontifícias (OMP) no país, depois do atentado suicida deste último 24 de novembro, contra um ônibus que transportava agentes da segurança presidencial na capital, Túnis.

Para o padre Jawad, este ataque “quis mandar mais uma mensagem desestabilizadora. Depois de atingir o turismo em Sousse, infligindo um golpe duro na economia, e depois de atacar o Museu do Bardo, que não golpeia só o turismo, mas também uma região de grande importância política pela proximidade do parlamento, eles agora golpearam as forças de segurança presidenciais”.

O diretor das OMP na Tunísia destaca: “Estamos diante de pessoas dispostas a morrer para matar. Não é um choque entre religiões. As vítimas da Tunísia eram todas muçulmanas. Estamos todos enfrentando um terrorismo desumano. O que aconteceu em Paris acontece também na Tunísia, o que aconteceu em Beirute acontece também no Mali. Fazemos parte de um mundo globalizado, mas não pelo bem, e sim para o mal”.

“Eu espero que, depois deste novo atentado, a política mude e reaja. Os tunisianos observam decepcionados e consternados os jogos entre os partidos, enquanto o país vive grandes dificuldades. Temos a sensação de estar perdendo um tempo precioso para reavivar a economia. Espero que este atentado sacuda os políticos para deixarem de brincar. É hora de ser adultos e de pensar no bem do país, que está sendo ameaçado por um inimigo muito determinado. É um chamamento à unidade nacional, apesar das diferenças políticas, para proporcionar segurança à população local e a todos os que vivem neste querido país”.

Tags:
GuerraMuçulmanos
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia