Aleteia

Esplêndidos ícones tecidos a dedo – e guiados, talvez, por uma mão invisível?

Vladimir Denshchikov
Compartilhar
Comentar

Após um derrame, Vladimir Denshchikov sentiu a mão quase paralisada mover-se cada vez mais livremente, como se não fosse ele próprio quem a guiava

O artista ucraniano Vladimir Denshchikov emprega a técnica do macramê, arte de tecelagem manual que não utiliza nenhum tipo de ferramenta, para, apenas com seus dedos que trançam os fios, criar ícones religiosos esplêndidos, que exigem milhões de nós e meses de trabalho árduo.

Vladimir Denshchikov

Cada ícone demora de 3 a 9 meses para ficar pronto – e Vladimir os elabora há mais de 30 anos!

Nascido 1952 em Kiev, ele tem uma reconhecida carreira profissional como ator, diretor teatral e professor de atuação, mas o seu “hobby” de trançar ícones religiosos com fios de linho lhe consegue ainda mais reconhecimento e admiração internacional.

Vladimir Denshchikov

Apenas as mãos e o rosto dos anjos e santos são pintados sobre tela, enquanto todo o resto de cada ícone é composto pelos milhões de nós de linho puro, em fios de 0,5 a 2 metros de comprimento.

Em 2007, Vladimir Denshchikov sofreu um acidente vascular cerebral que, além de afastá-lo do teatro, também deixou uma das suas mãos parcialmente paralisada. Enquanto se recuperava, ele insistiu em continuar trabalhando no ícone que queria entregar à igreja de Malorechenskoye. Foi na sua luta para tecer os minúsculos nós que ele sentiu a mão mover-se cada vez mais livremente, como se não fosse ele próprio quem a guiava…

O artista considera a sua recuperação um milagre.

Admire um pouco mais da sua obra extraordinária:

 

Vladimir Denshchikov
Vladimir Denshchikov
Vladimir Denshchikov
Vladimir Denshchikov
Vladimir Denshchikov

 

Tags:
artefe
Boletim
Receba Aleteia todo dia