Aleteia
Segunda-feira 26 Outubro |
São Fulco
Religião

Terror vermelho na Espanha: seu professor de História lhe contou da perseguição sangrenta contra padres e freiras?

Blog Castelo Histórico - publicado em 18/12/15

A mídia e os professores de História, para variar, quase nunca tocam no assunto

Os republicanos marxistas da Espanha executaram contra a Igreja católica uma das perseguições mais covardes, brutais e selvagens da história da civilização ocidental, poucas vezes mencionada pela mídia laicista do nosso tempo e praticamente nem citada pelos professores de História sempre prontos a vociferar seus dogmas pessoais contra aquilo que consideram que a Igreja é.

Aos católicos coube escolher entre os republicanos anarquistas e marxistas, perseguidores da fé, e Francisco Franco, de ideais ligados ao fascismo e que viria a se tornar ditador da Espanha durante as seguintes décadas. Ingrato dilema, com nenhuma opção adequada.

O texto a seguir, publicado pelo blog Castelo Histórico, aborda o dilema partindo do livro “O cerco do Alcázar de Toledo”, de Cecil D. Eby.

“O temível ‘terror vermelho’, pesadelo da classe alta e média da Espanha, entrou em Toledo. Por volta do dia 23 de julho, os filetes da milícia tinham-se transformado numa inundação (…) Vasculhavam as ruas, descobrindo fascistas e padres. Estes últimos eram enviados para interrogatórios e os primeiros, mortos onde fossem encontrados. Os homens das unidades tais como “Batalhão de Extermínio” e “Grupo de Vingança” pareciam acatar regras simples, sendo uma das principais matar qualquer pessoa de batina – monges e frades, principalmente. Toledo estava transformada numa barulhenta ‘plaza de toros’ (…) Alguns padres foram avisados de que escapariam à morte se gritassem “Viva o comunismo!” – e muitos escaparam, sujeitando-se a isto e a outras exigências da milícia: obscenidades, blasfêmias. Muitos outros, porém, se recusaram. O padre Pascual Martín foi crivado de balas diante da igreja de São Nicolau enquanto gritava ‘Viva Cristo Rei!’.

A maioria dos toledanos não ousava interceder em favor dos ‘bons padres’ porque a intercessão implicaria em ‘simpatias fascistas’ – e a simples suspeita conduzia à execução e à prisão.

Diz-se que morreram em Toledo 107 padres; a maioria, assassinada na via pública nas primeiras horas de ocupação (…) Contudo, as atrocidades cometidas em Toledo eram brandas se comparadas com as cometidas em Ciudad Real, a província vizinha do sul onde o terror causou a morte de todos os padres. Ninguém em Toledo diz ter visto milicianos dançando nas ruas com cadáveres de freiras desenterradas, rito este que teve lugar por toda a parte da Espanha (…) Muitos toledanos pareciam chocados mais pela profanação do que pelos assassinatos. Um bando da milícia vestiu as batinas tingidas de sangue, confiscou uma carruagem aberta e saiu pelas ruas com uma imagem de São Francisco em tamanho natural, escorado no assento entre eles. Tinham-lhe arrancado os braços, posto um rifle em seus ombros e prendido em seu peito uma nota rabiscada com sangue dos padres: ‘Ele está conosco [Él está con nosotros]’.

Na praça da igreja de São Vicente, alguns milicianos imitavam uma tourada com capas bordadas a ouro e chapéus apanhados no museu diocesano. Mesmo o governador recentemente indicado, um homem de nome Vega, juntou-se à brincadeira. Vestido com paramentos sagrados, conduzia uma tumultuosa procissão com um báculo na mão, fingindo-se de arcebispo e representando o rito do exorcismo na Frente Popular (…) Um miliciano bêbado, tomando Vega pelo verdadeiro arcebispo, deu-lhe um tiro bem no peito.

(…) [As igrejas de] São João da Penitência, São Lourenço e outras foram queimadas, restando só as paredes. No convento da Conceição, perto da Santa Cruz, uma súcia de anarquistas fantasiados empurrava um retábulo que retratava a flagelação de Cristo. Depois de rápida discussão, decidiram estraçalhar apenas a figura representativa de Cristo e deixar ficarem os flagelados: afinal, disseram eles, ‘estes são os anarquistas antigos’.

(…) De El Cristo de La Vega, uma igreja próxima da fábrica de armas, trouxeram uma famosa imagem de Cristo em madeira e gritaram: ‘Aqui está El Cristo de La Vega. Vamos queimá-lo. Se são verdadeiros católicos, venham cá e impeçam-nos!’. Não houve resposta do Alcázar. Desmantelando a imagem com machado, a milícia arremessou os pedaços a um monte de escombros sob as janelas”.

A partir de EBY, Cecil D., O Cerco do Alcázar de Toledo. Ed. Nova Fronteira: Rio de Janeiro, 1965. Páginas 74 a 77.

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
HistóriaPerseguiçãoTerrorismo
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Papa Francisco
Francisco Vêneto
Papa Francisco e casais homossexuais: o que e...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
SAINT MICHAEL
Philip Kosloski
Oração a São Miguel por proteção contra inimi...
Rosário
Philip Kosloski
Benefícios do Rosário: 3 virtudes que aprende...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia