Aleteia
Quinta-feira 01 Outubro |
São Bavão de Gand
Religião

Feliz aniversário, pequeno povoado em torno ao pátio do colégio jesuíta!

Aleteia Brasil | Jan 25, 2016

São Paulo, 25 de janeiro de 1554

Em 1532, Martim Afonso de Sousa funda no litoral paulista a primeira vila brasileira: São Vicente. Na ocasião, faz apenas 32 anos que Pedro Álvares Cabral chegou à Bahia. Está começando, na costa paulista, a criação de outras vilas, como Itanhaém e Santos.

Ainda vai demorar alguns anos até que a grande “muralha” representada pela Serra do Mar seja vencida pelos colonizadores, mas, quando superarem essa inóspita barreira natural, eles vão avançar pelo planalto paulista e continuar a estabelecer povoações.

É o caso, em 1553, da fundação da vila de Santo André da Borda do Campo, no chamado “Caminho do Mar”, atual região do ABC Paulista. O fundador é o explorador português João Ramalho, casado com a índia Bartira, filha do cacique Tibiriçá, chefe da tribo dos guaianases. A miscigenação já é um processo em plena ação desde os primórdios daquela que é hoje a mais cosmopolita das regiões metropolitanas do Brasil.

Nesses mesmos anos, a Serra do Mar é vencida por mais uma expedição: desta vez, formada por um grupo de padres da Companhia de Jesus, entre os quais São José de Anchieta e o superior dos jesuítas no Brasil, o pe. Manoel da Nóbrega.

Chegados ao planalto de Piratininga, eles encontraram “ares frios e temperados como os de Espanha” e “uma terra mui sadia, fresca e de boas águas“.

O local é adequado para o seu propósito de catequizar os indígenas longe da influência dos homens brancos. Em 29 de agosto de 1553, o pe. Nóbrega começa a catequizar um grupo de cinquenta nativos, fato que aumenta a necessidade de fundar o primeiro colégio jesuíta no Brasil, numa região que facilite as condições para a alimentação dos indígenas. A localização perfeita é encontrada em uma colina alta e plana cercada por dois rios: o Tamanduateí e o Anhangabaú.

Manoel da Nóbrega e José de Anchieta celebram então a primeira missa no local de fundação do Colégio São Paulo de Piratininga, a instituição que dará origem a um pequeno povoado ao seu redor. O Pátio do Colégio é hoje um local histórico bem preservado na região central de uma das maiores megalópoles do planeta.

Era o dia 25 de janeiro de 1554, festa da conversão do Apóstolo São Paulo.

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
HistóriaReligiosossao paulo
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Aleteia Brasil
Com afastamento do pe. Robson, o Santuário de...
A12
3 armas fortes de São Miguel Arcanjo
Gelsomino Del Guercio
A misteriosa linha reta que une 7 santuários ...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
Silvia Lucchetti
Gestante com câncer recusa aborto: ela e o be...
SAINT MICHAEL
Arcanjo Miguel
15 de agosto: começa a Quaresma de São Miguel...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia