Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Domingo 17 Janeiro |
home iconAtualidade
line break icon

Protestos de casta deixaram 19 mortos no norte da Índia

Agências de Notícias - publicado em 22/02/16

Representantes da casta dos Jat aceitaram uma proposta do governo do estado de Haryana, norte da Índia, o que pode acabar com os protestos sociais que deixaram 19 mortos nos últimos dias.

“Aceitamos a proposta do governo de Haryana e estamos consultando outros dirigentes dos Jat para chegar a um consenso e cessar os protestos”, disse Yashpal Malik, líder de um grupo de organizações desta casta.

Os integrantes desta casta protestam há vários dias para exigir postos de trabalho no funcionalismo público e vagas nas universidades para seus filhos.

O balanço dos distúrbios relacionados ao sistema de castas no norte da Índia subiu a 19 mortos e mais de 200 feridos, anunciou o governo local nesta segunda-feira.

O toque de recolher imposto após os atos de violência de sexta-feira no estado de Haryana foi suspenso em alguns pontos.

O balanço de 19 mortos foi confirmado por P. K. Das, alto funcionário do ministério do Interior estadual.

“Aconteceram alguns confrontos durante a noite no distrito de Bhiwani e o toque de recolher continua em vigor no local, mas foi retirado em outros distritos”, disse.

Após os protestos violentos da casta dos Jat, o governo de Haryana aceitou as reivindicações.

A crise teve repercussões em Nova Délhi, onde o abastecimento de água foi prejudicado quando manifestantes provocaram o fechamento das comportas de um canal que alimenta as centrais de tratamento da capital indiana.

O canal foi reaberto e o abastecimento da cidade não está mais sob ameaça.

Os Jat são uma comunidade tradicionalmente rural que representa 29% da população do estado de Haryana. Em março de 2014, o governo indiano determinou a reserva de vagas para a casta em todo o país, mas a decisão foi anulada pelo Tribunal Supremo do país.

(AFP)

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Top 10
Aleteia Brasil
Na íntegra: as três partes do Segredo de Fáti...
UNPLANNED
Jaime Septién
Filme contra o aborto arrasa nas bilheterias ...
BABY BAPTISM
Padre Reginaldo Manzotti
Por que é tão importante batizar uma criança?
Deserto de Negev
Francisco Vêneto
Pedra de 1.400 anos com inscrição mariana é e...
KRZYŻYK NA CZOLE
Beatriz Camargo
60 nomes de bebês que carregam mensagens pode...
Reportagem local
Papa Francisco: cuidado com os cristãos que s...
POPE JOHN PAUL II
Philip Kosloski
"Não tenhais medo": a frase mais usada por Sã...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia