Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Receba diretamente no seu email os artigos da Aleteia.
Cadastrar-se

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

O diabo atua “se lhe deixamos uma porta aberta”, dizem exorcistas italianos

© Public Domain
Compartilhar

Informações importantes para quem quer viver longe do inimigo

Cerca de 41 exorcistas italianos junto com quatro bispos se reuniram na cidade de Poggio San Francesco, localizada na Sicília (Itália), por ocasião do 12º encontro formativo de exorcistas, organizado pelo Centro Regional “João Paulo II” da Conferência Episcopal Siciliana.

Os exorcistas explicam que existem diversas causas pelas quais uma pessoa pode ter problemas relacionados ao demônio, este costuma agir quando “a pessoa lhe deixa uma porta aberta”.

O jornal dos bispos italianos chamado ‘Avvenire’, informa que algumas formas nas quais o demônio entra na vida das pessoas podem ser uma maldição, algumas feridas da infância, a falta de perdão e a recaída em pecados graves como o aborto e o adultério.

Os exorcistas italianos reunidos em Sicília explicam que contam cada vez mais com o apoio dos fiéis que se reúnem semanalmente para orar por aquelas pessoas que estão lutando para sair de uma possessão.

Nesse sentido, na paróquia Santa Maria dos Anjos e na paróquia São Tomé um grupo entre 700 e 1600 pessoas se reúnem para rezar pelas pessoas que são perturbadas pelo maligno e, junto com os exorcistas, ajudam-nos a crescer espiritualmente, a curar-se e aproximar-se com mais frequência dos sacramentos.

O Pe. Benigno Palilla, conselheiro da Associação Internacional de Exorcistas e responsável pelo Centro de Formação Regional “João Paulo II”, comentou que, “no ano passado, 32 pessoas foram libertadas em Palermo, mas houve cerca de 1600 homens e mulheres que assistiram aos centros de escuta que instituímos com uma equipe de 25 leigos”.

O sacerdote explicou que este grupo de pessoas – no qual também têm algumas que não necessariamente têm problemas diretos com o maligno – “precisa de ajuda” e participa das orações comunitárias de cura e libertação onde o slogan principal é “Deus te ama”.

Leia mais: Se você invocar o demônio, ele virá cobrar a conta

Entenda por que o demônio gosta da letra “D”

As estratégias ocultas que o demônio usa contra você

 

 

(via ACIdigital)

Boletim
Receba Aleteia todo dia
São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.