Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sábado 13 Abril |
Aleteia logo
Religião
separateurCreated with Sketch.

19 de maio – Santo Ivo: literalmente, um advogado para todos nós!

santo-ivo.png

Aleteia Brasil - publicado em 19/05/16

O "advogado dos pobres" tem muito a nos ensinar

Yves Hélory de Kermatin, chamado de “advogado dos pobres”, viveu de 1253 a 1303. A versão do seu nome em português é Ivo, e é assim que ele é invocado como santo canonizado.

Yves, ou Ivo, começou a estudar o direito civil em Orleans, na França, como aluno do famoso jurista Pierre de la Chapelle, e depois completou seus estudou em Paris. Praticou a advocacia com brilhantismo tanto na corte civil quanto na eclesiástica. Em 1284, foi ordenado sacerdote e se dedicou a construir um hospital para os pobres, dos quais cuidava com grande fervor.

Nomeado juiz eclesiástico pelo decano de Rennes, cumpriu as suas atribuições com tamanha justiça que era venerado até mesmo pela parte perdedora. Considerado incorruptível, era reconhecido ainda como o melhor mediador da França: tentava sempre conseguir acordos fora das cortes a fim de minimizar os custos legais para ambas as partes.

Em 1287, renunciou aos seus cargos oficiais e passou a devotar o seu tempo integralmente aos paroquianos, primeiro em Tredrez e depois em Lovannec. Mesmo assim, era frequentemente chamado a arbitrar disputas dos tipos mais variados. Mantinha não só o seu tempo e seus amplos conhecimentos legais à disposição dos paroquianos, mas também os seus bens. Aliás, a austeridade de Santo Ivo é famosa e não foi deixada de lado nem sequer em nome da sua saúde, um tanto comprometida. Segundo a tradição, ele deu certa vez a sua capa a um pobre, seu paletó a outro e seus sapatos a um terceiro, indo para casa descalço e só de camisa em pleno inverno. Outro relato nos diz que ele também deu a própria cama a um mendigo que dormia diante da porta de uma casa – e foi dormir onde dormia antes o mendigo!

Santo Ivo morreu celebrando a missa da Ascensão.

Na liturgia católica, ele é representado segurando um livro, com um anjo perto de sua cabeça e um leão a seus pés. Foi canonizado em 1347 e é invocado como o santo padroeiro dos advogados, juízes, oficiais de justiça e escrivães. Sua festa é celebrada no dia 19 de maio, data em que nasceu para a vida eterna, aos 50 anos de idade.

Tags:
SantosValores
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia