Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

O que podemos aprender sobre o verdadeiro amor com este homem

Compartilhar

Flagrei este homem mentindo para a esposa - e fiquei chocada quando descobri o motivo

“Quem vê cara não vê coração”, já dizia aquele velho ditado. Julgar uma pessoa pela aparência é o maior erro que alguém pode cometer. A oportunidade de conhecer uma pessoa bacana, sua história de vida, livre de pré-conceitos, é jogada na lata do lixo: uma bobagem!

Aconteceu mais ou menos isso com uma mulher chamada Emilly Calazans. A história foi publicada no Facebook pela Angela Silva. O relato é sobre um homem que Emilly, num primeiro momento, julgou ter um caráter ruim pela impressão que passava.

Ela se deparou com o rapaz enquanto o avô pagava umas contas no Gbarbosa, em Brasília, no Distrito Federal. Dentro do carro, Emilly viu o rapaz contando um dinheiro (notas de R$ 2, R$ 5 e algumas moedas). Ela imaginou que o dinheiro fosse para ele comprar cigarros, “já que ele tava fumando tanto, e ele não parava de contar o dinheiro (maioria moedas)”.

Naquele momento, o rapaz atendeu uma ligação no celular. Do outro lado da linha, estava sua esposa. Ele disse: “Minha flor, chego já em casa, to aqui terminando um serviço”. Emilly ouviu a conversa, e, na cabeça dela, o rapaz estava mentindo para a mulher – afinal, ele não estava trabalhando, mas contando dinheiro para supostamente comprar cigarros.

“Tirei total atenção dele, e fiquei na minha. Até que, ele sai do Gb, com esse presente do Boticário e eu fui começando a entender”, lembra Angela.

Emilly então abordou o rapaz, dizendo que estava ali há um tempo dentro do carro analisando ele. Ela perguntou para quem era o presente. Todo orgulhoso, o rapaz respondeu: “É um presente, um presente pra minha flor, passei o mês passado inteiro fazendo serviço e vinha aqui todos os dias na intenção que o preço diminuísse, trabalhei feito doido,inclusive em horários que não são de costume, mentindo e enganando ela pra comprar um presente bom.

Tudo tinha ficado claro: o dinheiro era para comprar um presente de Dia dos Namorados lindão para a mulher. Emilly ficou extremamente emocionada com o esforço do rapaz para presentear sua “flor”. Emilly disse ao rapaz que havia tirado algumas fotos dele e perguntou se poderia publicar a história no Facebook.

Receoso que a mulher descobrisse a surpresa, o rapaz disse: “Nãaaao, vai estragar minha surpresa. Ainda não tá na hora da minha flor saber, é só domingo”. “E eu expliquei a ele que provavelmente não teria ninguém que os conhecesse em meu face, ele aceitou e me perguntou se eu tinha namorado, eu disse que não e em palavras firmes ele me respondeu “Procure um homem que te faça bem e cuide de você. Nas suas palavras da pra ver que você é uma boa menina, e no seu olhar da pra ver que você tem um bom coração.”

Depois dessas palavras, Emilly “era só choro e soluço, e agradecimento a Deus por ter aprendido tanto com ele e por ter feito meu avô demorar lá dentro o tempo suficiente para eu aprender tanto”. O homem que ela havia julgado premeditadamente era “um homem cheio de amor por sua flor”.

O post já recebeu mais de 150 mil curtidas e mais de 76 milcompartilhamentos, além de milhares de comentários de pessoas emocionadas que acreditam que essa é a prova do verdadeiro amor.

 

 

(via Razões para Acreditar)