Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Receba o nosso boletim

Aleteia

Encontrar Deus em um café (música)

Compartilhe este artigo para ter a chance de ganhar uma peregrinação a Roma
Compartilhar
Compartilhei
Compartilhamentos

A beleza sem remorsos na música do Pe. Kevin McGoldrick

Fiquei intrigado com o seu som e ainda mais com suas letras. E então percebi que o artista Kevin McGoldrick era de fato o Padre Kevin McGoldrick. Eu sabia que deveria me encontrar com um padre católico que canta sobre Jesus e café com um estilo musical que é realmente uma mistura eclética de estilos.

Pe. Kevin, diga-me em primeiro lugar sobre como você começou na música.

Eu sempre fazia música quando criança. Eu tocava piano e cantava em coros, coisas desse tipo. Era meu primeiro ano na escola quando comecei a escrever e tocar música e fazer gravações com o meu melhor amigo, um judeu ortodoxo. Toquei muito ao longo do colegial e da faculdade, sempre compondo.

Quando você percebeu o chamado ao sacerdócio, achou que significaria deixar a música para trás? Ou você viu isso como parte de sua vocação e ministério como sacerdote?

Eu estava no meio do meu primeiro ano da faculdade, quando percebi a minha vocação. Naquela época, eu estava estudando teatro e atuando e a música deu um suporte para isso. Quando entrei no seminário eu pensei em levar tudo isso. E eu o fiz no início. Levou algum tempo para reintegrar a música e para que ela se reconectasse com o Senhor de uma forma mais purificada. Foram algumas mortes, mas isso é a coisa boa sobre a nossa fé: morrer é sempre seguido pela ascensão.

Como sua música mudou no momento em que tornou sacerdote?

Foi como etapas para mim. Quando entrei para o seminário foi muito parecido com a música sacra e de louvor e adoração. Eu fiz várias nessa área, que era uma grande coisa.

Nos últimos cinco anos, eu estava realmente aberto para voltar àqueles artistas que, talvez suas vidas não sejam perfeitas, mas eles são realmente abertos a algumas das verdades mais profundas. Estes realmente me comoveram. Pessoas como John Mayer, algumas das músicas, algumas letras são mais profundas do que as canções de adoração que eu canto e é realmente revigorante para mim.

Você pode falar um pouco mais sobre isso? Várias pessoas não esperariam que um padre tocasse esse tipo de música, como você faz. Além disso, várias de suas músicas não são explicitamente cristãs ou religiosas.

Onde quer que haja verdade, beleza e bondade, existe Deus. O que mudou para mim é realmente uma compreensão mais holística da beleza. Vê-lo nos trabalhos seculares, reconhecendo-o, abraçando-o. Para mim é mais uma integração. No início eu tinha uma visão muito mais maniqueísta do mundo. Mas eu ganhei uma visão integral mais saudável. O secular é destinado a atravessar o sagrado. Se você está cantando uma canção sobre o coração humano não tem que ter o nome do Senhor nela. A beleza é o seu próprio fim. A beleza não precisa de uma desculpa. Qual é a resposta para a pergunta: Por que fazer alguma coisa bonita? Porque é bonito. Você não precisa de uma defesa. Então isso tem sido mais que uma mudança no meu próprio entendimento.

E o que acontece com as pessoas que te inspiram na sua música… Há alguém em particular?

Vou te dar duas: uma é católica e uma é secular. Nossa Senhora de Guadalupe é uma grande influência para mim. Muitas pessoas não percebem que, embora fosse uma imagem milagrosa, que foi grande parte dela, o verdadeiro gênio missionário é que ela falou com as pessoas na sua própria língua. Durante trinta anos, os missionários estavam pregando com muito poucos convertidos. Mas quando ela falou, havia milhões de convertidos em apenas alguns anos. Ela falou em sua própria língua, ela usou suas próprias imagens, e sua mensagem era uma das boas notícias: você sabe que já não têm de praticar o sacrifício humano. Você é livre. E é isso que eu quero fazer: usar esta linguagem secular, falar a língua da cultura, e trazer a Boa Nova.

E o artista secular?

O único artista que eu sei que tem realmente uma ponte sobre o secular e o sagrado é Bob Marley. Enquanto ele estava no movimento religioso Rastafári, toda a sua visão era que ele era um profeta e estava tentando trazer Deus para o secular fazendo sua música. E ele foi extremamente bem sucedido sem comprometer seus ideais. E eu realmente me vejo nessa luz.

E uma nota lateral, muitas pessoas não sabem que Bob Marley foi batizado. Tenho certeza que quando chegarmos ao Céu, ele estará lá em cima conduzindo louvor e adoração.

Última pergunta: Seu último álbum é chamado Square Peg, Round Hole. É sobre você?

É definitivamente sobre mim. Eu sempre me senti como um pino quadrado em um buraco redondo. Sou melancólico por temperamento, e eu acho que cada melancólico se sente assim, até certo ponto, como se ninguém me entendesse. E outra coisa: eu sou um padre católico e cantor/compositor. E os gêneros no álbum são do tipo misto; é mais abrangente.

Faça aqui o download da música Coffe em uma versão especial acústica: download aqui.

Libby Reichert

MINI BIO

Nome: Pe. Kevin McGoldrick

Cidade: Nashville, TN

Curiosidade: Pe. Kevin colocou recentemente sua canção “One Dark Night” no concurso NPR. Ele apresenta seu amigo Jon Madof na guitarra, um judeu ortodoxo, o mesmo amigo que começou a tocar e gravar com ele na escola. Depois de passarem por seus próprios caminhos por algum tempo (que para ambos envolveu um aprofundamento da sua fé), eles se reconectaram e estão juntos novamente.

Website: http://www.kevinmcgoldrickmusic.com

Facebook: https://www.facebook.com/KevinMcGoldrickMusic/?fref=ts

Selecione como você gostaria de compartilhar.

Compartilhar
* O crédito para artigos compartilhados será fornecido somente quando o destinatário do seu artigo compartilhado clicar no URL de referência exclusivo.
Clique aqui para mais informações sobre o Sorteio da Aleteia de uma Peregrinação a Roma

Para participar do Sorteio, você precisa aceitar os Termos a seguir


Ler os Termos e Condições