Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

O que ele enfrentou e venceu na vida o torna incrivelmente lindo!

Caters News
Compartilhar

A severa deformação facial com que Ethan nasceu não é páreo para a sua força de vontade conquistadora

Existem cerca de 4 mil tipos de má formação do corpo humano, algumas mais dolorosas que outras, mas todas representando desafios, em especial para a interação social – e principalmente para as crianças.

Basta observar, todos os dias, casos lamentáveis de discriminação contra quem tem características “fora do padrão”.

No entanto, não faltam, graças a Deus, as pessoas que sabem encarar os desafios com grande força interior – e usar os próprios limites para iluminar as pessoas que agem com base na ignorância e no preconceito.

É o caso de Ethan Zewig.

Ethan nasceu com uma severa deformação facial que lhe exigiu nada menos que 5 cirurgias para ter a vida mais normal possível. E ele ainda vai ter que enfrentar mais intervenções médicas para corrigir uma fissura que corta o seu rosto e compromete o seu olho esquerdo.

Ethan é um menino triste? Deprimido?

Só na cabeça de quem tira conclusões precipitadas.

Ethan está radiante com o colégio novo em Los Angeles, na Califórnia, e muito ansioso para conhecer seus novos companheiros e amigos.

A mãe, Annie, conta que o filho vem quebrando todas as barreiras: “Ele sabe que a aparência dele é diferente. Quando as crianças ficam olhando, ele não hesita em se aproximar, se apresentar e mostrar que é igual a qualquer um. As crianças o recebem imediatamente”.

Deformações como as de Ethan não têm causa bem definida. Estão relacionadas com a degeneração dos genes por certas toxinas e com a falta de ácido fólico no corpo da mãe. Na maioria, são operáveis – e em vários casos é possível recuperar grande parte dos tecidos.

“Estou nervosa com a entrada dele no colégio”, confessa a mãe, mas o avô, Phil, garante que Ethan não terá maiores problemas: ele é um menino muito feliz e amigável com todos.

A família tem arrecadado dinheiro para as cirurgias e tratamentos. Graças a Deus, o apoio está vindo. Se você quiser ajudar, mesmo que seja com uma pequena quantia, acesse AQUI a página de Ethan no site de financiamentos coletivos GoFoundMe.

Obrigado pelo seu testemunho inspirador, Ethan! Que Deus o abençoe muito!

________________

A partir de postagem do site Best of Web