Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Por que alcançar metas pode parecer tão difícil?

© Ditty about summer / Shutterstock
Compartilhar

A conclusão de uma especialista de Harvard é simples e surpreendente

A psicóloga Amy Cuddy, de Harvard, é especialista em ciências do comportamento e tem se dedicado a investigar os mecanismos que fazem que nos orgulhemos de nossas realizações e nos decepcionemos com nossos fracassos. 

Ela chegou à conclusão de que é o foco excessivo nos resultados, e não no processo, o que gera tantas frustrações.

De acordo com o artigo publicado por Chris Weller no Independent, estabelecer metas pouco realistas, ou simplesmente planejar mal, é o que leva ao abandono dos objetivos. Concentrar-se em metas finais (“quero perder dez quilos”, “quero conseguir o emprego dos sonhos”, “quero alcançar o bem-estar total”) faz com que percamos de vista os pequenos passos que conduzem às metas.

A recomendação do Cuddy é simples: a chave é aprender a apreciar o processo, dividindo o meta final em pequenas metas, combinando nossas metas de longo prazo com metas semanais, por exemplo.

Se queremos guardar certa quantidade de dinheiro por mês, podemos começar dividindo essa soma por semana, e ir separando o dinheiro semana a semana. Trata-se de “cortar” a meta final em pequenas metas semanais ou até mesmo diárias, que são muito mais fáceis de cumprir.

Clique aqui para ler o artigo completo no The Independent.