Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quinta-feira 26 Novembro |
São Silvestre Guzzolini
home iconAtualidade
line break icon

Mais de 25% dos muçulmanos da França são rigoristas, segundo pesquisa

Hani-Amir-CC

Agências de Notícias - publicado em 18/09/16

Mais de 25% dos muçulmanos da França são rigoristas e afirmam viver “à margem da sociedade”, enquanto um grupo majoritário de quase 50% compartilha dos valores laicos da República francesa, segundo uma pesquisa divulgada neste domingo.

O estudo do instituto Ifop, realizado a pedido do Instituto Montaigne, um “think tank” de tendência liberal, é publicado a poucos meses das presidenciais de 2017 e em um contexto de debate sobre o papel do islã no país desde a onda de atentados que começou em 2015.

Para medir o nível de religiosidade dos muçulmanos na França, o instituto estabeleceu categorias levando em conta se usam ou não o véu islâmico, se comem ‘halal’ e qual é sua relação com o laicismo.

O Ifop conclui que existem três perfis. O primeiro é o de uma “maioria silenciosa” de muçulmanos (46%), que estão “ou completamente secularizados, ou terminando de se integrar”. Tratam-se de pessoas que geralmente são praticantes, mas que não têm “nenhum conflito importante com as normas da sociedade francesa”.

O segundo grupo, que representa 25%, é mais religioso e se identifica com o islã, mas rejeita o véu integral (burca) e a poligamia.

O terceiro grupo, que o estudo avalia em 28%, é formado por fiéis “que adotaram um sistema de valores claramente oposto aos da República”, e que afirmam viver “à margem da sociedade”. Dentro deste grupo, 50% são jovens de menos de 25 anos.

Por outra parte, 70% dos muçulmanos entrevistados, sejam ou não religiosos, afirmam consumir carne ‘halal’.

Além disso, 65% dos muçulmanos (por tradição ou por prática religiosa”, se manifestam a favor do véu (24% deles ao véu integral), e 60% acreditam que deveria ser permitido usar véu nas escolas e institutos, apesar de ser proibido pela lei.

A pesquisa foi realizada por telefone entre 13 de abril e 23 de maio deste ano, sobre uma amostra de 1.029 pessoas de religião ou de tradição muçulmana (das quais 874 se declararam muçulmanas), selecionadas entre 15.459 pessoas de 15 anos ou mais que vivem nas zonas urbanas.

(AFP)

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
MARYJA
Philip Kosloski
A melhor oração mariana para quando você prec...
Papa Francisco com máscara contra covid
Reportagem local
As 3 “covids” do Papa Francisco
WEB2-COMMUNION-EUCHARISTIE-HOSTIE-GODONG-DE354465C-e1605635059906.jpg
Reportagem local
Internado na UTI, Pe. Márlon Múcio continua c...
pildorasdefe.net
Por que você não vai para frente? Talvez este...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
Confissão não é para contar problemas, mas para contar pecados
Pe. Gabriel Vila Verde
Confissão não é para contar problemas, mas pa...
RED WEDNESDAY
Reportagem local
Perseguição aos cristãos no mundo é denunciad...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia