Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sábado 31 Julho |
Santo Inácio de Loyola
home iconAtualidade
line break icon

Anistia denuncia violência contra iraquianos que fogem do Estado Islâmico

<p>Famílias cristãs que fugiram de jihadistas recebem alimentos no jardim de uma igreja, nos arredores de Arbil, Curdistão</p>

Agências de Notícias - publicado em 18/10/16

Milhares de civis iraquianos que fugiam de zonas controladas pelo Estado Islâmico foram torturados, detidos arbitrariamente e executados por grupos paramilitares e forças governamentais, denunciou nesta terça-feira a Anistia Internacional.

A organização de defesa dos direitos humanos pediu o fim dos ataques, frequentemente contra sunitas suspeitos de cumplicidade com o Estado Islâmico (EI), agora que as forças iraquianas se preparam para recuperar a cidade de Mossul das mãos dos extremistas.

“Depois de escapar dos horrores da guerra e da tirania do EI, os árabes sunitas do Iraque enfrentam atos brutais de vingança das milícias e forças governamentais, e são punidos por crimes cometidos pela organização”, disse Philip Luther, responsável de análises do Oriente Médio da Anistia.

“Não há justificativa para as execuções extrajudiciais, os desaparecimentos forçados, as torturas ou as detenções arbitrárias”.

“À medida que a batalha para reconquistar Mossul avança, é crucial que as autoridades iraquianas tomem medidas para garantir que estes abusos não se repitam”, concluiu.

A denúncia da Anistia se baseia em um relatório elaborado com entrevistas com mais de 470 testemunhas, entre elas antigos detidos, e familiares de vítimas assassinadas, detidas ou desaparecidas, além de funcionários e ativistas.

O relatório cita um caso ocorrido em maio, quando 12 homens e 4 menores da tribo Jumaila que fugiam de Al Sijir, ao norte de Fallujah, foram executados depois de se entregar a homens que vestiam uniformes da polícia federal e do exército.

Em junho, as milícias detiveram 1.300 homens e crianças da tribo Mehemda que fugiam de Saqlawiya, noroeste de Fallujah, e muitos foram torturados antes de ser entregues às autoridades locais.

Os sobreviventes disseram que foram espancados e privados de comida e água.

(AFP)

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
SIMONE BILES
Cerith Gardiner
Simone Biles deixa as Olimpíadas com uma lição importante para to...
2
Batizado de Davi Henrique, 6 anos
Reportagem local
Davi, de 6 anos, reclama do padre no batizado: “Tá sabendo ...
3
Ítalo Ferreira
Reportagem local
Ouro no surfe em Tóquio, Ítalo Ferreira rezou todos os dias às 3h...
4
HIDILYN DIAZ
Cerith Gardiner
Olimpíadas: depois de ganhar o ouro, atleta exibe outra medalha e...
5
David Arias
Reportagem local
Ex-satanista mexicano retorna à Igreja e testemunha: “O ter...
6
Claudio de Castro
Como salvar nossas almas nos últimos minutos antes da morte
7
Pessoa idosa rezando o terço
Reportagem local
Brasil: carta de despedida de bisavó de 96 anos comove as redes s...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia