Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sábado 24 Julho |
home iconAtualidade
line break icon

Kerry se diz confiante em manutenção de compromissos dos EUA sobre o clima

<p>Membros do Conselho de Segurança da ONU participam da votação sobre a resolução</p>

Agências de Notícias - publicado em 16/11/16

Uma semana após a eleição do cético das mudanças climáticas Donald Trump para a Casa Branca, o secretário de Estado americano, John Kerry, disse nesta quarta-feira estar “confiante” de que os compromissos climáticos de Washington não podem ser revertidos, “independentemente de qual política seja escolhida” pelo sucessor de Barack Obama.

“Posso dizer-lhes com confiança que os Estados Unidos estão cumprindo os objetivos internacionais” que o mundo se propôs no Acordo de Paris. (…) Não acredito que isso possa ser ou será revertido”, disse Kerry em um discurso durante a Conferência da ONU sobre o clima em Marrakesh (COP22).

“Ninguém tem o direito de tomar decisões que afetam milhões de pessoas baseado apenas em ideologia, sem os devidos dados”, acrescentou o chefe da diplomacia americana.

Trump afirmou durante a campanha eleitoral que as mudanças climáticas são um “mito” criado pela China e prometeu retirar os Estados Unidos do Acordo de Paris.

O republicano não voltou a se manifestar publicamente sobre o tema desde sua vitória na eleição presidencial americana, há uma semana.

O Acordo de Paris, assinado por 196 países em dezembro passado, estabelece o objetivo de limitar o aquecimento global médio abaixo de 2 graus Celsius em relação ao nível anterior à Revolução Industrial, através do corte de emissões de gases de efeito estufa resultantes da queima de combustíveis fósseis.

O pacto, que entrou em vigor em outubro, já foi ratificado por 110 países, incluindo Estados Unidos e China, os dois maiores emissores de gases que provocam o efeito estufa, e deve passar agora à fase implementação – o objetivo da Conferência de Marrakesh (COP22).

“Cada vez mais alarmante”Kerry disse que a tendência global se afastou dos combustíveis fósseis, em direção a fontes mais verdes e renováveis.

“Este realmente é um ponto de inflexão. É um motivo para otimismo, apesar do que você vê em diferentes países com relação à política, à mudança”, disse o político, brincando que ele participaria da próxima reunião da ONU sobre o clima, em 2017, como “Cidadão Kerry”.

Segundo Kerry, as forças do mercado, e não a política, ditarão o futuro energético do mundo: “O mercado se orienta claramente em direção às energias limpas, e essa tendência só vai se acentuar”.

“É por isso que estou confiante para o futuro, independentemente de qual política possa ser escolhida”, completou o secretário de Estado.

A reunião de Marrakesh começou a elaborar um roteiro para colocar em ação os objetivos do acordo, mas muitos temem que Trump cumprirá a sua promessa de retirar os Estados Unidos do processo, destruindo o impulso político acumulado ao longo de anos de duras negociações.

No seu pronunciamento, Kerry procurou ressaltar a gravidade do perigo que ameaça o mundo se não agirmos rapidamente.

“O tempo não está do nosso lado. O mundo já está mudando a um ritmo cada vez mais alarmante, com consequências cada vez mais alarmantes”, disse Kerry, que fez da luta contra o aquecimento global uma prioridade no seu mandato.

“Em algum momento até o mais forte cético tem que reconhecer que algo perturbador está acontecendo”, afirmou.

(AFP)

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Top 10
1
Reportagem local
A arrepiante oração de uma mulher no corredor da morte por ser ca...
2
CROSS;
Reportagem local
O que significa o sinal da cruz feito sobre a testa, os lábios e ...
3
Aleteia Brasil
Sorrisão e joelhos: 2 pais brasileiros e seus bebês que emocionar...
4
Papa Francisco
Reportagem local
Papa: como não culpar Deus diante da morte de um ente querido
5
Atriz Claudia Rodrigues
Reportagem local
Assessora pede orações por atriz Claudia Rodrigues: “está m...
6
PADRE PIO
Philip Kosloski
A oração que Padre Pio fazia todos os dias ao Anjo da Guarda
7
Orfa Astorga
Até que idade é saudável morar na casa dos pais?
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia