Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quarta-feira 22 Setembro |
home iconAtualidade
line break icon

Congresso tenta frear investigações da corrupção com um ‘paredão de leis’

AFP PHOTO / YASUYOSHI CHIBA

Agências de Notícias - publicado em 17/11/16

Aconteceu na Itália com a investigação “Mãos Limpas” e é possível que aconteça no Brasil, com o Petrolão: o Congresso nacional contra-ataca com um arsenal de projetos de leis que visam proteger os parlamentares do avanço das investigações da Lava Jato.

As tentativas se aceleram ante a iminência da confissão em massa de executivos da construtora Odebrecht, ponto focal do megaescândalo que envolve parlamentares, governadores e políticos de primeira linha no desvio de milhares de milhões de dólares dos cofres públicos.

A guerra entre a Justiça e os principais partidos está vindo à tona, com a multiplicação de iniciativas parlamentares para tentar limitar a ação judicial.

“Quanto mais se aproximam as investigações de quem está no poder, mais reações surgirão. Se a impunidade perder força, aqueles que se imaginavam imunes à justiça criminal buscarão criar mecanismos que impeçam a continuidade da investigação”, afirmou à AFP o presidente da Associação de Juízes Federais do Brasil, Roberto Veloso.

A Câmara de Deputados discute o projeto de medidas contra a corrupção impulsionada pela Lava Jato, mas, paradoxalmente, a iniciativa poderá abrir as portas para uma autoanistia do crime de “Caixa 2”, as doações de campanha não declaradas, que visam encobrir delitos como lavagem de dinheiro e corrupção.

Caso se converta em lei, a nova tipificação do “Caixa 2” isentaria de culpa políticos que agora estão na mira da justiça, porque a lei não pode ser aplicada de forma retroativa, ao menos segundo uma leitura que ganha força no Congresso.

“Se criminalizarem todos que usaram o Caixa 2, vão acabar com essa geração política”, afirmou à AFP um assessor de um dos principais partidos brasileiro, que não quis ser identificado.

– Do outro lado da rua –

O procurador geral da República, Rodrigo Janot, advertiu sobre o risco na semana passada e pediu para que o país não esqueça as lições da megainvestigação de corrupção na Itália, ao lembrar as 13 medidas aprovadas pelo Parlamento italiano para abalar a operação “Mani pulite”.

O deputado Onyx Lorenzoni, relator do pacote anticorrupção que deve ser submetido à votação no Congresso, reconheceu o nervosismo com a proximidade da delação da Odebrecht.

De acordo com a imprensa, o ex-presidente da empreiteira Marcelo Odebrecht, condenado em 2015 a quase 20 anos de prisão, e dezenas de executivos da empresa estão próximos de fechar um acordo em troca de redução da pena.

“Sem dúvida alguma isto preocupa e talvez explique as tentativas de limitar as investigações. Há muitas pessoas que têm problemas com a Lava Jato”, afirmou à AFP o deputado do partido DEM.

Nos bastidores, os deputados federais afirmam que a tensão é maior no Senado.

O presidente do Senado, Renan Calheiros, um dos grandes nomes do PMDB do presidente Michel Temer, não escondeu a irritação no mês passado quando a PF prendeu quatro policiais legislativos por suspeitas de realizarem varreduras para eliminar escutas instaladas com autorização da Justiça.

Calheiros enfrenta oito processos no STF, a maioria por causa da Petrobras. Após o incidente ele apresentou um projeto de sua autoria para punir “abusos de autoridade” de agentes públicos e pediu o corte nos pagamentos das aposentadorias de membros do Poder Judiciário que cometeram faltas contra a administração pública.

Janot afirma que a proposta abre a possibilidade de criminalizar juízes por seu trabalho.

– “Caça às bruxas” –

No Senado, também foi instalada uma comissão para detectar “supersalários” no setor público.

A iniciativa é vista como outra mensagem ao sistema judiciário, onde há suspeitas das mais flagrantes violações do teto de renda permitido para a categoria.

A senadora Kátia Abreu, responsável por documentar o trabalho desse órgão, se viu obrigada a garantir que não haverá “uma caça às bruxas”.

Mas o juiz Veloso não tem dúvidas: este dispositivo “foi montado contra a Lava Jato”.

Em linha com a mais recente ofensiva legislativa, a Câmara dos Deputados tentou votar na última semana um amplo perdão para delitos cometidos por executivos se suas empresas reconhecessem suas infrações, contribuindo com informações para esclarecer os fatos e ressarcindo economicamente o Estado.

“Se este projeto for aprovado, no silêncio da noite (…) permitirá anistiar crimes investigados pela Operação Lava Jato”, disseram os promotores em um duro comunicado.

A medida foi retirada da agenda até novo aviso.

(AFP)
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Top 10
1
Exorcista padre Gabriele Amorth
Gelsomino Del Guercio
Os assombrosos diálogos entre o diabo e um exorcista do Vaticano
2
Aleteia Brasil
O dia em que os cães farejadores detectaram Alguém vivo no Sacrár...
3
HOLY COMMUNION
Reportagem local
A Santa Missa não pode ser trocada por orações pessoais: sem ela,...
4
BEATRIZ
Reportagem local
Mistério do sumiço de uma mulher em Aparecida já dura 9 anos
5
Berthe and Marcel
Lauriane Vofo Kana
O segredo do casal que tem a união mais longa da França
6
RECONSTRUCTED CHRIST
Lucandrea Massaro
Assim era Jesus: o misterioso Homem do Sudário, reconstruído em 3...
7
Aleteia Brasil
Ela ia para a Adoração Eucarística às 3 da manhã quando foi parad...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia