Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quarta-feira 20 Outubro |
São Cornélio
Aleteia logo
home iconCultura e Viagem
line break icon

Arqueólogos continuam fazendo descobertas na cidade natal de Maria Madalena

Hanay CC | Wikipedia

Philip Kosloski - publicado em 10/05/17

Novas descobertas dão indícios de que Magdala era um importante centro religioso

Há cerca de um ano, os arqueólogos anunciaram a descoberta do que foi chamado de “Pedra Magdala”: um banco de pedra que fazia parte de uma sinagoga do século I, uma entre as sete que existiram durante o período do Segundo Templo – e a primeira encontrada na Galileia.  Considerando que algumas moedas locais datadas do ano 29 também foram encontradas na mesma sinagoga, é provável que Jesus tenha pregado neste local durante o seu ministério.

A sinagoga em que a Pedra Magdala foi encontrada funcionou até o ano 67, e certamente alguns dos discípulos de Jesus devem ter frequentado o lugar no início do século I.

Hanay CC | Wikipedia

A Pedra Magdala visitará a Europa entre 15 de maio e 23 de julho de 2017, como parte de uma exposição do Museu Judeu de Roma co-patrocinada pelo Vaticano. A pedra é decorada com esculturas que retratam o mais antigo menorah (candelabro judeu de sete velas) encontrado até hoje e o único merkabah (um símbolo místico judeu também conhecido como o trono  ou carro de fogo) encontrado na arqueologia israelense.

Mais recentemente, quatro piscinas usadas em rituais de banho de purificação (mikvot) também foram descobertas em Magdala, graças aos esforços do Projeto Arqueológico de Magdala e da Universidade Anáhuac do México. Como explicado pela Arqueologia Bíblica, a presença das sinagogas, a Pedra Magdala, e agora estes quatro vestígios de rituais de purificação, nos ajudam a entender que Magdala era realmente uma cidade judaica movimentada com uma vida religiosa ativa e não apenas um importante centro comercial da costa ocidental do Mar da Galileia, mais conhecido por seu comércio ativo de peixe fresco e salgado.

Shutterstock

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
VENEZUELA
Ramón Antonio Pérez
Quando a vida surge do abuso atroz a uma jovem deficiente
2
Pe. Zezinho
Reportagem local
Pe. Zezinho faz alerta sobre orações de cura e libertação
3
AVENIDO BROTHERS
Agnès Pinard Legry
Três irmãos são ordenados padres no mesmo dia
4
COMMUNION
Philip Kosloski
Oração ao seu anjo da guarda antes de receber a comunhão
5
MARRIAGE
Matrimonio cristiano
Beijar a aliança todos os dias: uma indulgência especial aos casa...
6
Aleteia Brasil
O segredo da cidade bósnia onde jamais houve um divórcio
7
Carlo Acutis
Gelsomino Del Guercio
“Ele fechou os olhos sorrindo”: foi assim que Carlo Acutis morreu
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia