Aleteia
Quarta-feira 28 Outubro |
São Sálvio
Religião

Cardeal revela o segredo para aumentar as vocações: e é simples, mas exigente

© Antoine Mekary | ALETEIA

Aleteia Brasil - publicado em 12/06/17

"O trabalho missionário não é uma tarefa humana; vem só de Deus. A oração de intercessão é suave e confiante"

A propósito das vocações, o cardeal Robert Sarah, prefeito da Congregação para o Culto Divino e para a Disciplina dos Sacramentos, comenta no livro “Deus ou nada”:

_______

O Papa escreveu uma passagem admirável onde nos lembra:

“Os grandes homens e mulheres de Deus foram grandes intercessores. A intercessão é como um ‘fermento’ no coração da Trindade. É uma forma de penetrar o coração do Pai e descobrir novas dimensões que podem dar luz a situações concretas e mudá-las. Podemos dizer que o coração de Deus é tocado pela nossa intercessão, mas, na verdade, Ele está lá sempre primeiro. O que a nossa intercessão obtém é que o Seu poder, o Seu amor e a Sua fidelidade são mostrados de forma ainda mais clara no meio do povo” (Evangelii Gaudium, 283).

Se um homem não levanta o seu olhar para Deus, rezando e intercedendo, ele seca e morre para si mesmo. A mesma coisa também se aplica, de um modo semelhante, ao sucesso do trabalho missionário. (…)

A oração dos monges e das freiras é um dos fundamentos mais produtivos da Igreja. Os mosteiros são centros absolutamente prodigiosos de evangelização e missão. A oração ardente e contínua das carmelitas, dos beneditinos, dos cistercienses ou das irmãs da Visitação, para mencionar apenas algumas congregações, ajuda e dá imenso suporte ao trabalho dos sacerdotes. O mundo moderno, e até alguns membros do clero, inebriados pelo seu sentimento de poder, muitas vezes pensam que os monges e as freiras de clausura não servem para nada. Em última análise, é o maior elogio que podemos dar aos contemplativos que se retiraram para trás dos altos muros dos seus claustros: eles não servem a nada aqui na terra; servem apenas a Deus. Este é o simples e bonito segredo das suas orações, que dão suporte a todo o mundo.

Como é que podemos esquecer as palavras de Cristo?

“A messe é grande, mas os trabalhadores são poucos. Pedi, pois, ao Senhor da messe que mande trabalhadores para a sua messe. Eis que Eu vos envio como cordeiros em meio de lobos. Não leveis bolsa, nem alforge, nem sandálias; e não vos detenhais a saudar ninguém pelo caminho” (Lc 10, 2-4).

A primeira coisa a fazer quando faltam trabalhadores não é usar a nossa inteligência para reestruturar a diocese ou reorganizar as paróquias, consolidando-as – o que não é negar a possível utilidade e adequação de tal projeto. Pelo contrário, é necessário pedir a Deus que forme muitas santas vocações para o sacerdócio ministerial e para a vida consagrada.

Será que rezamos mesmo ardentemente pelas vocações? Rezamos todos os dias para pedir a Deus que envie mais sacerdotes?

Temos de pedir a Deus sem parar que forme grandes missionários no meio do seu povo. O trabalho missionário não é uma tarefa humana; vem só de Deus. A oração de intercessão é suave e confiante. Os padres espiritanos da minha infância tiveram missões bem sucedidas porque estavam constantemente imersos em oração, pedindo a Deus que lhes desse a Sua proteção e que tornasse produtivo o seu trabalho de semeadores da palavra. Humanamente falando, como é que alguém podia imaginar por um momento que aqueles pobres homens conseguiriam comunicar as palavras de Cristo nas regiões mais remotas da África? Só o poder missionário da oração de intercessão, de que o Papa Francisco fala, pode explicar os seus feitos admiráveis…

Durante os três anos da sua vida pública nesta terra, Jesus várias vezes se retirou com os apóstolos para rezar. A missão de Cristo e dos primeiros cristãos já era o trabalho de Deus. O sofrimento que muitas vezes acompanha o trabalho missionário se transforma em vitória pela oração de intercessão.

Cardeal Robert Sarah, em “Deus ou nada”

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
Oraçãosacerdocio
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
Pe. Zezinho
Francisco Vêneto
Duas emissoras brasileiras deturpam fatos em ...
Reportagem local
Corpo incorrupto de Santa Bernadette: o que o...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia