Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sexta-feira 30 Outubro |
Santo Angelo de Acri
home iconReligião
line break icon

Santo Irineu: defensor da fé e da Tradição perante os hereges

CC

Aleteia Brasil - publicado em 28/06/17

Além de refutar o gnosticismo, ele defendeu a sucessão apostólica e a legitimidade do papado

Em 28 de junho, a Igreja celebra Santo Irineu de Lyon (ou Lião, cidade francesa da qual foi bispo).

Ele nasceu provavelmente em Esmirna, Ásia Menor, na primeira metade do século II. Alguns historiadores estimam a data entre 115 e 125, enquanto outros a põem entre 130 e 142.

Foi discípulo de São Policarpo de Esmirna, que, por sua vez, tinha sido discípulo de ninguém menos que São João Apóstolo, discípulo direto de Jesus Cristo.

Irineu foi eleito bispo de Lião por aclamação popular, substituindo São Potino, que morrera na prisão aos 90 anos de idade.

Entre suas obras se destaca a célebre “Adversus Haereses”, na qual combate a heresia do gnosticismo, bastante presente nos primórdios do cristianismo. Nessa obra, além de refutar a heresia gnóstica e defender o depósito da fé cristã, Irineu apresenta a listagem dos primeiros Papas, desde São Pedro até Santo Eleutério (175-189).

Outra obra relevante de Santo Irineu é a “Exposição ou Prova do Ensinamento Apostólico”, na qual deseja confirmar aos fiéis a exposição da doutrina cristã e demonstrar a verdade do Evangelho por meio de profecias do Velho Testamento.

O santo bispo morreu com aproximadamente 72 anos. De acordo com o Martirológio Romano, ele sofreu o martírio durante a perseguição de Setímio Severo, como quase todo o povo da sua cidade, Lugduno, atual Lyon.

Foi sepultado na igreja de São João em Lyon, posteriormente renomeada igreja de Santo Irineu. Seu túmulo foi destruído e seus restos mortais profanados em 1562 pelos protestantes franceses, chamados huguenotes. Os ossos dos mártires encontrados após o saque protestante foram recolhidos num único relicário. Da igreja original, restaram apenas um arco e a cripta, que contém vários epitáfios expostos nos corredores.

Em uma passagem de “Adversus Haereses“, Santo Irineu nos fala sobre a verdadeira Tradição da Igreja preservada graças à sucessão apostólica:

Portanto, a tradição dos apóstolos, que foi manifestada no mundo inteiro, pode ser descoberta em toda a Igreja por todos os que queiram a verdade. Poderíamos enumerar aqui os bispos que foram estabelecidos nas Igrejas pelos apóstolos e seus sucessores até nós; e eles nunca ensinaram nem conheceram nada que se parecesse com o que essa gente vai delirando (ndr: a referência é às doutrinas gnósticas).
Ora, se os apóstolos tivessem conhecido os mistérios escondidos e os tivessem ensinado exclusivamente e secretamente aos perfeitos, sem dúvida os teriam confiado antes de a mais ninguém àqueles aos quais confiavam as próprias Igrejas. Com efeito, queriam que os seus sucessores, aos quais transmitiam a missão de ensinar, fossem absolutamente perfeitos e irrepreensíveis em tudo, porque, agindo bem, seriam de grande utilidade, ao passo que, se falhassem, seria a maior calamidade.Mas visto que seria coisa bastante longa elencar, numa obra como esta, as sucessões de todas as igrejas, limitaremos à maior e mais antiga e conhecida por todos, à igreja fundada e constituída em Roma pelos dois gloriosíssimos apóstolos Pedro e Paulo, e, indicando a sua tradição recebida dos apóstolos e a fé anunciada aos homens, que chegou até nós pelas sucessões dos bispos, refutaremos todos os que de alguma forma, quer por enfatuação ou vanglória, quer por cegueira ou por doutrina errada, se reúnem prescindindo de qualquer legitimidade. Com efeito, deve necessariamente estar de acordo com ela, por causa da sua origem mais excelente, toda a Igreja, isto é, os fiéis de todos os lugares, porque nela sempre foi conservada, de maneira especial, a tradição que deriva dos apóstolos.A partir desse trecho, Santo Irineu vai apresentando os pontífices que sucederam São Pedro e um breve perfil do pontificado de cada um, ressaltando a continuidade e, portanto, a legitimidade da sucessão apostólica.
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
DoutrinaHistória da IgrejaSantos
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
OLD WOMAN, WRITING
Cerith Gardiner
A carta de uma irlandesa de 107 anos sobre co...
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
Reportagem local
Corpo incorrupto de Santa Bernadette: o que o...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia