Aleteia

Seria esta a “igreja” mais feia do mundo?

Compartilhar
Comentar

Na costa leste de Taiwan, uma "igreja" inspirada na personagem Cinderela tenta ser um "ímã para casamentos"

Desde o início do boom econômico da China, a chamada “arquitetura rara” tem sido uma tendência no país. Após quatro décadas de desenvolvimento praticamente ininterrupto, com um ritmo frenético de construção e urbanização (com consequências ambientais que grandes centros urbanos já começam a sentir), a China abriga uma série de edifícios que não são apenas extravagantes, mas abertamente bregas.

Taiwan não está fora dessa tendência. Prova disso é a chamada “Igreja da Cinderela”, uma capela aparentemente não vinculada a qualquer credo (não há celebrações regulares) que, no entanto, quer se tornar o cenário ideal para “o casamento dos sonhos”.

Trata-se de um edifício de 17 metros de altura, feito com 320 painéis de vidro azul, com forma de sapato de salto alto. É uma versão gigantesca do sapato da Cinderela da Disney, projetada para atender à popular tendência chinesa de casamentos ao estilo ocidental.

O prédio, que custou aproximadamente 623 mil euros, é uma iniciativa da diretoria de turismo de Taiwan. Claro, já foi questionada publicamente, por ser uma simplificação não só da feminilidade, mas também da própria instituição do casamento.

No entanto, os responsáveis pela construção responderam que o edifício é uma homenagem a uma jovem da cidade que, nos anos 60, sofreu um bloqueio das artérias e vasos nas pernas. Depois, ela perdeu as duas pernas, e seu noivo cancelou o casamento.

Após ter sido abandonada, como informa o jornal ibérico ABC, a moça passou a vida reclusa. Em teoria, o edifício procura lembrar aqueles que se casam com promessa de permanecer junto com o esposo ou esposa, “na saúde e na doença”. Mas, como a maioria diz, boas intenções não tornam o edifício menos feio.

 

Compartilhar
Comentar
Boletim
Receba Aleteia todo dia