Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sexta-feira 22 Outubro |
Aleteia logo
home iconAtualidade
line break icon

ONU pede que homem com transtornos psiquiátricos não seja executado

pena de morte

© Public Domain

Agências de Notícias - publicado em 05/07/17 - atualizado em 05/07/17

Dois especialistas da ONU e outras vozes pediram nesta quarta-feira ao governador da Virgínia que perdoe um condenado à morte, que sofre de doenças psiquiátricas, de acordo com seus defensores.

Está previsto que William Morva, um assassino com dupla nacionalidade – húngara e americana -, receba uma injeção letal na quinta-feira, mas o caso deste homem de 35 anos relançou um debate nos Estados Unidos sobre as execuções de presos que têm doenças neurológicas.

“Estamos profundamente preocupados com informações que sugerem que o primeiro julgamento de Morva não respeitou as regras de equidade”, assinalaram em um comunicado Agnès Callamard e Dainius Puras, especialistas da ONU sobre execuções arbitrárias e o direito à saúde física, respectivamente.

“Estamos inquietos pela piora de sua condição psicossocial”, acrescentaram estes especialistas, denunciando como “forma de discriminação” a não entrada do paciente em um centro de assistência psiquiátrica.

Morva foi preso em 2000 por tentativa de assalto à mão armada e, em agosto de 2006, enquanto estava no hospital para tratar de feridas leves, bateu em um policial que o vigiava, pegou a sua arma e atirou em um guarda da segurança, Derrick McFarland, matando-o.

No dia seguinte, em uma perseguição no campus universitário de Virginia Tech, matou outro policial, Eric Sutphin.

Morva foi condenado à morte em 2008 apesar de ter sido diagnosticado com uma doença do tipo esquizofrênico.

Além dos responsáveis da ONU, legisladores e a ACLU, a maior organização americana de defesa dos direitos civis, pedem que Morva seja perdoado.

A questão está nas mãos do governador democrata da Virgínia, Terry McAuliffe, que embora se declare contra a pena de morte, permitiu execuções em seu estado.

(AFP)

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Top 10
1
VENEZUELA
Ramón Antonio Pérez
Quando a vida surge do abuso atroz a uma jovem deficiente
2
Reportagem local
A bela lição que este menino deu a todos ao se aproximar do Papa
3
Casal brasileiro com 8 filhos espera gêmeos
Francisco Vêneto
Jovem casal brasileiro com 8 filhos espera gêmeos: “cada um vale ...
4
Pe. Zezinho
Reportagem local
Pe. Zezinho faz alerta sobre orações de cura e libertação
5
Carlo Acutis
Gelsomino Del Guercio
“Ele fechou os olhos sorrindo”: foi assim que Carlo Acutis morreu
6
São José
Francisco Vêneto
Padre irmão de piloto de avião partido em dois: “São José tem mui...
7
morning
Philip Kosloski
Uma oração da manhã fácil de memorizar
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia