Aleteia
Quinta-feira 22 Outubro |
São Moderano
Cultura e Viagem

Igrejas de pedra: o reino que resistiu à invasão muçulmana da Espanha

By Amfeli (Own work) [CC BY-SA 3.0

Inma Alvarez - publicado em 14/07/17

Diretamente da Alta Idade Média, o fascinante estilo pré-românico das Astúrias

Depois da invasão muçulmana do ano 711, a Espanha cristã quase deixou de existir.

Mas algumas bravas comunidades resistiram: entre elas, o reino das Astúrias, encravado entre as montanhas do norte da Península Ibérica. E foi aproveitando a privilegiada defesa oferecida pelas montanhas que esse reino pequeno e grandioso conseguiu subsistir e se transformar no embrião da Reconquista Cristã que se consumaria séculos depois.

Daquela época difícil e perigosa, resta ainda uma série de igrejas e edifícios simplesmente únicos em todo o mundo: construções pequenas e sólidas, com arcos em formato de ferradura e abóbadas de meio ponto herdadas dos romanos. Trata-se do estilo artístico e arquitetônico reconhecido como pré-românico asturiano, anterior, como obviamente indicado pelo próprio nome, ao estilo românico ainda por estabelecer-se.

A arte românica (ou romanesca) só se consolidaria na Europa entre os séculos XI e XIII. Ela seria o primeiro estilo arquitetônico unitário do continente desde a queda do Império Romano, mais de quinhentos anos antes. Representada principalmente por igrejas e mosteiros, essa arte se caracteriza pela pedra e pela solidez, com paredes grossas, contrafortes ao estilo de fortificações, recurso a ameias, fachadas lisas e simples, poucas janelas, interiores escuros e singelos, arcos redondos, abóbadas “de berço”, planta em cruz latina e, geralmente, três naves: a central e duas laterais. Esse estilo sóbrio e austero contrastará de forma intensa com o vibrante estilo gótico pelo qual será substituído a partir do século XIII, cheio de luz e altura.

O pré-românico das Astúrias

A essência do românico já pode ser percebida no pré-românico asturiano, um estilo que surgiu trezentos anos antes, no final do século VIII. Desse estilo único restam apenas 12 igrejas e 6 construções civis. Algumas delas:

Santianes de Pravia

San Miguel de Lillo

San Salvador de Valdediós

Viaje neste vídeo

Hoje convidamos você a visitar uma delas: a igreja de Santa Cristina de Lena. Sua estrutura, em cruz grega, data do século IX e é Patrimônio da Humanidade declarado pela UNESCO desde 1985:

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
ArteHistória
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
CARLO ACUTIS
John Burger
Como foram os últimos dias de vida de Carlo A...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
nuvens sinais
Reportagem local
Estão sendo fotografados "sinais do céu"?
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
st charbel
Reportagem local
Por acaso não está acontecendo o que São Char...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia