Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Novo estudo desbanca mitos sobre a menstruação

mulher
Compartilhar

O ciclo menstrual não prejudica as habilidades cognitivas e executivas de uma mulher

 

A menstruação (do latim mensis – mês) é uma parte natural do ciclo mensal para a grande maioria das mulheres, mas tem sido objeto de mistérios e mitos. Em muitos casos, preconceitos foram construídos em torno dela, geralmente de maneiras muito indignas para as mulheres.

Muitas culturas antigas consideravam as mulheres impuras durante esse período. Algumas delas até construíam cabanas fora da aldeia para abrigar as mulheres. No Antigo Testamento, foi considerado um pecado para uma mulher entrar no templo durante esse período. Em algumas aldeias da China, para dar outro exemplo, as pessoas acreditavam que o sangue menstrual não poderia tocar o chão para não ofender a Mãe Terra.

Mas existe outro mito que tem pairado durante séculos. Quem não ouviu fatos sobre como uma mulher está “fora de si” porque ela está de “TPM” (tensão pré-menstrual)? Raramente há uma referência direta à menstruação. Há uma ideia preconceituosa que diz que as mudanças hormonais “reduziriam” as habilidades cognitivas de uma mulher. E essa ideia foi repetida tantas vezes que muitos acreditaram.

Memória, execução e concentração

Mas tudo isso está muito longe da verdade, de acordo com um estudo de pesquisadores do Hospital Universitário de Zurique, que publicou suas descobertas na revista Frontiers in Behavioral Neuroscience. O estudo mostra que as alterações hormonais durante o ciclo menstrual não afetam a capacidade cognitiva das mulheres.

O estudo monitorou 68 mulheres alemãs e suíças durante dois ciclos menstruais e testou essas mulheres em várias funções cognitivas: memória de trabalho (ou seja, a memória de curto prazo necessária para realizar tarefas ou informações de processo), viés cognitivo, fluência verbal e capacidade de atenção para realização de duas tarefas ao mesmo tempo.

Durante cada ciclo menstrual, os testes foram realizados quatro vezes em momentos em que os níveis de estrogênio, progesterona e testosterona eram diferentes. O resultado foi claro: nenhuma função cognitiva foi afetada pelo aumento e queda dos hormônios.

Caçadores de Mitos

A pesquisadora principal, dra. Brigitte Leeners, explicou que ela iniciou o estudo precisamente para descartar uma percepção recorrente em seu trabalho – de que a menstruação afetaria o cérebro das mulheres – e para dar uma resposta às mulheres que têm essa impressão.

Embora a pesquisa seja positiva, Leeners diz que ainda é necessário fazer mais estudos. Mas este estudo certamente já ajuda a derrubar ideias equivocadas e preconceituosas.