Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sábado 03 Dezembro |
São Birino de Dorchester
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

O papa Francisco fala sobre as mulheres de sua vida em livro

ROSARY,GENERAL AUDIENCE

Antoine Mekary | Aleteia | I.MEDIA

Agências de Notícias - publicado em 31/08/17

O pontífice faz uma homenagem especial às suas duas avós, à sua mãe - que "enfrentava os problemas um atrás do outro", incluindo sofrimentos físicos

O papa Francisco revela o seu lado mais íntimo em um novo livro de entrevistas, que será publicado em breve, no qual fala sobre as mulheres com as quais mais contou durante a sua vida.

O livro “Política e Sociedade”, que nasceu a partir de um diálogo entre o pontífice e o pesquisador francês Dominique Wolton, será publicado em setembro, mas a revista Le Figaro Magazine divulgará alguns trechos em sua edição de sexta-feira (1).

Na obra, Francisco fala sobre vários temas delicados para a Igreja, como o casamento entre homossexuais, sacerdotes pedófilos, as relações entre o catolicismo e o islamismo, ou até mesmo a comunhão entre divorciados.

Porém, de forma não habitual, faz algumas confidências sobre as mulheres mais importantes da sua vida. “Agradeço a Deus por ter conhecido mulheres autênticas ao longo de minha vida”, declarou o papa argentino.

O pontífice faz uma homenagem especial às suas duas avós, à sua mãe – que “enfrentava os problemas um atrás do outro”, incluindo sofrimentos físicos -, e às suas irmãs.

“E também tive as amigas da adolescência, as ‘namoradinhas’… Estar sempre em contato com as mulheres foi muito enriquecedor”, ressalta o papa, que diz ter “aprendido (…) que as mulheres veem as coisas de uma maneira diferente da dos homens” e que é “importante escutar ambos”.

O papa conta também que foi muito influenciado por uma militante comunista, Esther Ballestrino de Careaga, assassinada durante a ditadura argentina (1976-1983) após ajudar a fundar o movimento Mães da Praça de Maio.

“Ela me ensinou a pensar a realidade política. (…) Devo muito a essa mulher”, disse Francisco.

O papa conta também que “consultou uma psicanalista judia” quando tinha 42 anos, em um momento de sua vida no qual “sentiu necessidade”. Consultou-se uma vez por semana durante seis meses “para esclarecer algumas coisas”. “Uma pessoa muito boa” que “me ajudou muito”, acrescentou.

(AFP)

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia