Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Como fazer um chá de panela católico gastando pouco

COUPLE
Wavebreakmedia - Shutterstock
Compartilhar

Anote aí!

Na preparação para meu casamento me deparei com algumas dificuldades e uma delas foi encontrar formas de deixar cada momento mais católico. Infelizmente muitas coisas nesse meio trazem uma tonelada de vulgaridade, o que não é legal para quem busca viver desde já a santidade conjugal.

Vou focar aqui em “chá de panela” que, para mim, só de pensar nas dinâmicas que se costuma fazer já dava arrepios.

Desde o início do noivado o nosso propósito era preparar não apenas nós mesmos para o grande dia, mas também nossos convidados e, em especial, nossos padrinhos. O nosso maior desejo era de que esse dia ficasse guardado na memória de todos, que houvesse reais conversões e que todos pudessem viver o verdadeiro sentido do matrimônio junto conosco.

Então, desde o chá de panela já fomos introduzindo algumas práticas para ajudar a todos nesse caminho até 13 de Outubro de 2017.

Na verdade, chamamos de chá de bênção e foi organizado com muito amor pelas madrinhas. Não precisamos nos preocupar com decoração nem alimentação, mas depois mostro o que elas fizeram, que foi bem legal e tudo artesanalmente.

Como sugestão de presentes dissemos para cada um levar alguma imagem para montarmos nosso altar em casa. No dia do chá a dinâmica seria a seguinte: a pessoa fala a história do Santo referente à imagem aos poucos e os noivos precisam adivinhar de quem se trata para então abrir o presente.

Criamos também a “Missão Padrinhos”. Trata-se de um calendário do dia em questão até o casamento, em que cada dia há uma intenção. Essa é a missão deles: rezarem por nós!

Não lembro mais como tive essa ideia, mas vi algo parecido pela internet e transpus para a realidade católica. Precisamos ser criativos quando se trata dessas coisas, mas no final dá tudo certo!

Depois de feito o calendário eu fiz algumas decorações (DIY mesmo) e colei imã para as pessoas colocarem na porta da geladeira e lembrarem de nós um pouco a cada dia, rezando a oração que cada um preferisse. (Fotos ao final)

Entregamos isso a todos os nossos padrinhos e padres/pais espirituais (grandes intercessores, claro!).

Você pode entregar isso no dia do chá. Todos irão adorar!

Além disso, fizemos algumas dinâmicas com eles no dia.

Uma delas foi o “Stop do amor”. Na horizontal ficaram as iniciais da palavra AMOR e na vertical algumas frases que eles deveriam completar com palavras que iniciavam com a letra da vez.

Podem ver na imagem (ao final do texto) as frases que utilizamos e como foi feito. Tudo por nós, bem amador, mas com muito amor.

No fim das contas foi bem difícil encontrar palavras iniciadas com aquelas letras apenas, e então liberamos escreverem o que quisessem.

O objetivo desse stop é a partilha e o conselho. A cada um que fala sua resposta há um breve diálogo sobre aquilo. Conseguimos conselhos valiosos nessa dinâmica! Podem ser criativos nas frases e ir de acordo com o conselho que vocês desejam receber.

Teve também o “Bingo dos noivos” para descontrair. Mas a forma de fazer ele é um pouco diferente do tradicional. Ao invés de “cantar as pedras” (letra B, número 4, por exemplo), nós elaboramos uma lista com questões da vida do casal, desde o namoro até o noivado. Coisas pessoais e também algumas datas e preferências de comida, coisas assim, para aumentar o número de questões. Então nós líamos a questão e a resposta estaria na cartela de bingo.

É muito divertido pois o casal pode ir contando um pouco dos fatos engraçados ou românticos da vida juntos e partilhar com todos. É legal também descobrir o quanto seus amigos os conhecem.

Não vou disponibilizar as questões que usamos pois é algo bastante pessoal, mas deixarei aqui uma imagem de uma das cartelas (ao final).

Aliás, dá um pouco de trabalho fazê-las, mas é possível! Tem que fazer uma por uma, trocando as palavras de dentro das cartelas. Fiz 15 diferentes, pois era a quantidade prevista de convidados. Lembrando que deve haver muito mais perguntas do que o número de palavras nas tabelas.

As comidas foram feitas pelas madrinhas, que se dividiram entre elas para definir quem faria o quê. Minha mãe fez mini pizzas e salgadinhos, pois não queríamos ninguém “preso” na cozinha, mas sim todos unidos conversando. E estava tudo delicioso!

De painel elas fizeram flores de papel. Está bem em alta e é lindo lindo!

De lembrança minha mãe fez bolachas de polvilho em formato de coração. Colocamos algumas dentro de saquinhos pequenos e eu mesma confeccionei as tags com nosso nome e fiz um lacinho.

Outra lembrancinha foi um saquinho com suspiros dentro e uma tag escrita “saia com suspiros”. Queria tanto isso no casamento que tinha que usar a ideia em algum lugar!

Como podem ver, foi simples, mas com um monte de amor em tudo, que é o que importa. E as dinâmicas são divertidas e enriquecedoras, certamente o dia ficará na memória de todos.

O segredo para gastar pouco e ser católico é investir na criatividade, família unida e bons amigos.

Espero que nossa experiência os ajude.

Que vosso objetivo seja agradar primeiro a Deus!

 

Dica aos noivos: como fazer um chá de panela católico (gastando pouco

Dica aos noivos: como fazer um chá de panela católico (gastando pouco

Dica aos noivos: como fazer um chá de panela católico (gastando pouco

Dica aos noivos: como fazer um chá de panela católico (gastando pouco

Dica aos noivos: como fazer um chá de panela católico (gastando pouco

Dica aos noivos: como fazer um chá de panela católico (gastando pouco

(via Modéstia e Pudor)

Tags:
Namoro