Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Receba o nosso boletim

Por favor, ajude-nos a manter este importante serviço. APOIE AGORA
Aleteia

Alice Cooper fala sobre fé e revela como Deus o tirou do alcoolismo

ALICE COOPER,JESUS CHRIST SUPERSTAR
Compartilhar

Ícone do rock se prepara para interpretar Herodes em um especial de Páscoa da TV americana

Há poucas personalidades do rock tão excêntricas quanto Alice Cooper. No palco, ele usa guilhotinas, cadeiras elétricas, sangue falso, serpentes, bonecos e espadas para simular duelos. Um comportamento teatral que lhe rendeu o apelido de “padrinho do shock rock”.

Agora, o astro veterano do rock se prepara para interpretar o papel de Rei Herodes na próxima transmissão do Jesus Christ Superstar Live in Concert, da rede de TV americana NBC. Por isso, Cooper resolveu falar sobre como a fé foi importante para que ele abandonasse as tentações das drogas e do álcool.

Cooper revelou ao Confidential que resolveu mudar de vida quando, há 37 anos, acordou vomitando sangue:

“Eu estava colocando para dentro de mim tudo o que poderia me fazer mal. Eu estava bebendo com Jim Morrison e Jimi Hendrix, tentando manter o ritmo com Keith Moon, e todos eles morreram aos 27 anos”.

Cooper, aos 33 anos, foi diagnosticado como alcoólatra. Então, ele se voltou à sua esposa e à fé em que cresceu, a fim de resistir às tentações que toda estrela do rock enfrenta.

“Minha esposa e eu somos cristãos. Meu pai era pastor, meu avô, evangélico. Cresci na igreja, fui o mais longe possível dela e depois voltei”, explica o intérprete, que está com 70 anos.

Sobre a dualidade entre a vida de cristão e músico secular, ele diz:

“Não há nada no cristianismo que diga que eu não posso ser uma estrela do rock. As pessoas têm uma visão muito distorcida do cristianismo. Creem que é tudo muito preciso e que nunca erramos, que rezamos o dia todo e que somos de direita. Não tem nada a ver com isso. Tem a ver com a relação cara a cara com Jesus.”

Ele já tinha dito a mesma coisa ao diário britânico The Sunday Times em 2001 quando lhe perguntaram como um roqueiro rebelde poderia ser cristão. Cooper respondeu: “Beber cerveja é fácil. Destruir um quarto de hotel é fácil. Mas ser cristão, isso sim é duro. É uma verdadeira rebelião”.

Cooper gravou “King Herodes Song” para os escritores Andrew Lloyd Webber e Tim Rice em 2000. E diz que, para compor a música, inspirou-se no ator de Harry Potter, Alan Rickman, o famoso Severo Snape.

Assista:

 

Milhões de leitores em todo o mundo – incluindo milhares do Oriente Médio – contam com a Aleteia para se informar, buscar inspiração e conteúdos cristãos. Por favor, considere a possibilidade de ajudar a Edição em Árabe com um pequeno donativo.