Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Campanha faz alerta sobre o discurso de ódio nos meios de comunicação

HATE SPEECH
Stop Funding Hate
Compartilhar

Na Europa, anunciantes retiraram seus investimentos dos veículos que disseminam o ódio aos seguidores do islã e do cristianismo

Muitos meios de comunicação ao redor do mundo e, principalmente na Europa, estão abusando de um descontrolado discurso antiimigratório, com desinformação e distorção.

O Observatório da Islamofobia nos Meios de Comunicação denuncia que, no Reino Unido, os meios de comunicação legitimam delitos de ódio. Em que se baseiam? Em frases “hostis”, “títulos imprecisos” e “informações perigosas”.

Diante da situação, foi lançada uma campanha com o tema “Não financie o discurso do ódio”, em que os cidadãos do Reino Unido são convidados a não comprar alguns jornais, entre eles o The Sun, Daily Mail e Daily Express. Os anunciantes também são incentivados a não investir nesses veículos.

O problema do sensacionalismo dos meios de comunicação já foi abordado em outros casos, não somente diante da islamofobia, mas também no que se refere aos cristãos.

Algumas empresas como a Lego, por exemplo, já retiraram suas publicidades de veículos como o Daily Mail e não planejam fazer nenhuma ação comercial com o jornal no futuro.

 O que acontece com o cristianismo?

O Observatório de Intolerância contra os Cristãos advertiu, em outras ocasiões, a dificuldade de uma cobertura justa e equitativa das questões cristãs na imprensa. O órgão lamentou a falta de notícias sobre a perseguição aos cristãos e afirmou que os meios ressaltam negativamente que refugiados pertencem ao cristianismo.

Vale lembrar que o papa Francisco, em sua mensagem para as Comunicações Sociais, em 2017, exortou uma comunicação “construtiva, que, rejeitando os preconceitos, fomente uma cultura do encontro, que ajude a olhar a realidade com autêntica confiança”.

Intolerância e discriminação aos cristãos são termos usados para descrever a negação de igualdade de direitos aos cristãos e sua marginalização. O termo “intolerância” se refere à dimensão social; já a palavra “discriminação” diz respeito à esfera legal.

A Comissão de Direitos Humanos da ONU fala em antissemitismo, islamofobia e cristofobia – termo que começou a ser debatido em 2004.