Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quinta-feira 18 Abril |
Aleteia logo
Estilo de vida
separateurCreated with Sketch.

7 sinais para saber se você está educando bem seus filhos

PARENTING

Monkey business images - Shutterstock

Luz Ivonne Ream - publicado em 24/04/18

“Educar não é dar uma carreira para se viver, mas sim temperar a alma para enfrentar as dificuldades da vida” - Pitágoras

Atualmente, não podemos dizer que ninguém nos ensinou a ser pais. Temos um leque enorme de ferramentas e possibilidades que torna esta tarefa mais simples e acessível.

Se bem que cada indivíduo é único e com necessidades específicas, né? Mas em assuntos básicos, a educação é universal.

A magia da educação é saber, como pais, tirar o melhor de cada um de nossos filhos. Formá-los e dirigi-los são uma maravilhosa aventura, na qual não dá pra embarcarmos sozinhos.

Mas, como saber se estamos educando bem os nossos filhos?

Existem pais – a maioria, na minha opinião – que fazem um trabalho maravilhoso e que deixam 7 sinais que mostram que seus filhos estão sendo bem criados. A lista foi feita pelo psicólogo clínico e escritor Nadene van der Linden, com base em anos de experiência. Veja quais são estes sinais:

  1. Filhos bem criados expressam amplamente suas emoções (raiva, tristeza e medo) na frente dos pais. Isso é sinal que eles se sentem emocionalmente seguros com os seus pais e têm uma boa relação com eles;
  2. Os filhos que foram bem educados procuram os pais quando enfrentam algum problema. Isso quer dizer que eles tiveram uma base segura e podem voltar quando precisam de ajuda, porque os pais e filhos são abertos à comunicação;
  3. Os filhos podem discutir sobre pensamentos e sentimentos sem medo da reação dos pais. Isso é um sinal positivo de uma relação receptiva, aberta e flexível;
  4. Os filhos encaram a opinião dos pais como um comentário, não como uma crítica ou taxação. Ou seja: os pais emitem opiniões (não críticas) sobre o comportamento, e, não, sobre o filho. Eles também evitam taxá-los de “maus”, “burros”, “invejosos” e “frouxos”;
  5. Os pais que educam bem incentivam os filhos a perseguir os sonhos e interesses próprios, destacando os talentos dos filhos. As crianças são, desde cedo, incentivadas a sobressair em algo que elas amam. Isso as ajuda a ter uma sensação de domínio e sucesso;
  6. Os pais estabelecem limites de comportamento para manter seus filhos seguros. Isso ajuda os filhos a se sentirem amados e valorizados, mesmo que eles não concordem com os pais;
  7. Pais que fazem um bom trabalho educativo reparam seus erros diante dos filhos. São pais que têm facilidade de se explicar e pedir perdão.

Agora o outro lado da moeda. Enunciarei os sinais dos pais que têm uma oportunidade considerável para fazer mudanças pertinentes: os filhos não ajudam em casa, fazem birras frequentes dentro e fora do lar, não obedecem, sempre querem mais e são insatisfeitos com tudo, ignoram as regras básicas de comportamento e convivência, são controladores, gostam de manipular os adultos, são chantagistas e só sobrevivem por meio de subornos.

A lista pode seguir… Mas não é para que você jogue a toalha e se sinta um pai fracassado ou uma mãe frustrada. Não. É, simplesmente, para que você veja que ainda há tempo e muita coisa a fazer. Talvez seria bom buscar ajuda externa…

Pais, lembrem-se que se Deus confiou um filho a vocês, vocês são capazes de suportar esta grande responsabilidade. É questão de vontade, de querer fazer bem. Como disse antes, trata-se de reforçar as áreas de oportunidade (o que não é nada impossível).

Amar é educar e educar é amar. A educação é um ato, um processo dinâmico que nasce e morre com o homem. Seus filhos têm os melhores educadores, a quem chamam de papai e mamãe.

Tags:
EducaçãoFamíliaPaternidade
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia