Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Motorista de ônibus faz trança todas as manhãs em garota que perdeu a mãe

Reprodução/Facebook
Compartilhar

A mãe da pequena Isabella faleceu há dois anos. Mas uma pessoa muito especial surgiu em sua vida

Uma ligação mais do que especial tem chamado a atenção das pessoas, na cidade de Salt Lake City, Estados Unidos. Tudo começou quando Isabella Pieri, de 11 anos, precisava de ajuda com os seus cabelos. Sua mãe, morreu há dois anos de uma rara doença e, desde então, ela tem sido criada pelo pai, que consegue se virar em dois para quase todas as coisas, menos arrumar o cabelo da filha.

Depois de precisar cortar o cabelo devido a um grande emaranhado impossível de ser desfeito, ele decidiu que aprenderia, ao menos, fazer um rabo de cavalo e Isabella usou este penteado durante meses seguidos, até que chegou um dia e quis mudar.

Ao ver a motorista do ônibus escolar, Tracy Dean, fazendo uma linda trança em uma colega de classe, a garota decidiu perguntar se ela não poderia fazer o mesmo por ela, pois não sabia fazer trança: “A gente não pode ser tímido, temos que ter coragem de falar com os outros”. Desde então,  Tracy tem feito tranças no cabelo de Isabella todas as manhãs.

Dean tem tido uma relação especial com os alunos desde que teve um câncer de mama, há aproximadamente 7 anos: “Eu descobri que eu tinha câncer de mama, e essa é uma das coisas que passaram pela minha cabeça – quem vai cuidar dos meus filhos? Não que meu marido não pudesse fazer isso, mas você sabe, é o que as mães fazem”. A sua doença fez ela enxergar a vida sob uma nova perspectiva e agora, os alunos que ela costuma levar e buscar todos os dias para ir a escola, são como se fossem seus próprios filhos. Parece simples, mas o simples fato de ter uma pessoa amorosa fazendo trança todos os dias em seus cabelos, fez com que Isabella recebesse um carinho feminino e maternal, que tanto sentia falta desde que perdeu sua mãe.

Assista abaixo a reportagem feita pela rede americana CBS5:

 

(via RPA. Com informações de Good News NetworkFotos: reprodução Facebook / AZFamily)

São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.