Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quinta-feira 29 Outubro |
São Colmano
home iconHistórias Inspiradoras
line break icon

9 maneiras de cuidar bem de um ente querido doente em casa

FamVeld / Shutterstock

Dolors Massot - publicado em 13/05/18

Essas ideias mostram amor e respeito – e promovem a cura

Entes queridos com doenças de longa duração são uma realidade exigente. Veja como ajudá-los a se sentirem amados…

  1. Dê-lhes o melhor quarto da casa

Às vezes o melhor quarto da casa é o nosso. Mas para pessoas mais velhas que viveram por décadas no mesmo lugar, seu quarto é parte delas. Quando uma pessoa tem uma doença de longa duração, temos de pensar nas melhores condições para o seu bem-estar, assim como no bem-estar de toda a família.

Se o seu amado doente pode ser movido, certifique-se de que:

  • Ele está em um quarto bem ventilado com pelo menos uma janela que pode ser aberta um pouco por dia.
  • O ambiente tenha bastante luz do dia para poder seguir seu “relógio biológico”, dormir à noite e ficar acordado durante o dia.
  • O quarto seja mantido limpo: recolha o lixo no quarto pelo menos uma vez por dia e troque os lençóis com frequência (especialmente se o doente tiver febre). Lençóis limpos de algodão são os melhores.
  • Ele está em um quarto que o ajude a se sentir melhor. Parece óbvio, certo? Algumas doenças exigem silêncio. Para outros, é melhor participar da vida cotidiana da família e estar cercado por outras pessoas. Talvez eles consigam passar pelo menos algumas horas na sala de estar ou no refeitório para que possam fazer parte da conversa em família e participar da vida cotidiana (as notícias, as idas e vindas de crianças e adultos).
  1. Dê a eles tarefas que possam realisticamente fazer

Por exemplo, peça para eles lerem o jornal e te manter atualizado, ou fazer um lanche para os pequenos, ou ler uma história para eles… de acordo com seu estado e situação, é claro.

  1. Se eles estiverem em um quarto separado, dê a eles uma maneira de comunicar

Monitores de bebês são uma grande ajuda, porque sabemos o que estão fazendo a cada momento. Um apito ou um sino ao alcance deles também pode ser uma boa ferramenta. Se eles tiverem um celular, podem usá-lo para ligar ou enviar mensagem.

  1. Coloque alguém responsável pelos remédios

Essa pessoa precisa saber o que o paciente precisa tomar e qual horário. É uma boa ideia manter os medicamentos em um só lugar e ter apenas uma pessoa acompanhando tudo.

  1. Seja prudente sobre as visitas

Uma visita pode trazer alegria a quem está doente, desde que haja limites, já que falar pode ser cansativo. Nós temos que saber como encurtar, agradecer aos visitantes e dizer adeus. Também precisamos conhecer cada caso: há pessoas que ajudam o doente a melhorar, mas há outras que são muito negativas ou pesadas. A pessoa doente é um “aprisionado público”, então somos os únicos a reduzir as visitas inúteis.

  1. Seja paciente

Ninguém quer ficar doente. Assim, o paciente provavelmente está preocupado com a situação, especialmente se ele é jovem e está na cama há algum tempo. Precisamos ajudá-lo a aproveitar ao máximo seu tempo com hobbies e atividades que ele não fazia necessariamente antes (coisas que ele pode fazer com as mãos, ler um bom livro etc.).

  1. Faça refeições interessantes

Por exemplo, se o paciente tiver que comer legumes, escolha uma grande variedade. Se houver grandes restrições alimentares, seja criativo com a apresentação. Às vezes, basta dobrar o guardanapo em uma forma interessante. Se for uma criança, podemos servir a comida em pratos de festa de papel com divertidos personagens de desenhos animados. Se for um adulto, ofereça-lhe um bom guardanapo de linho. Invente pequenas celebrações para quebrar a rotina da semana – por exemplo, torne isso especial porque é domingo.

  1. Prepare o banheiro

Certifique-se de que há sempre uma toalha de fácil acesso, bem como produtos de higiene pessoal.

  1. Sorria

Acima de tudo, não esqueça que seu sorriso é o melhor presente para alguém que não está se sentindo bem. Eles precisam de todas as coisas práticas, mas também precisam experimentar esse amor de maneira pessoal. Mais uma vez, ninguém quer ficar doente… mas ser cuidado com carinho, paciência, criatividade e alegria pode tornar toda a experiência muito mais fácil de suportar.

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
DoençaSaúde
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Reportagem local
Corpo incorrupto de Santa Bernadette: o que o...
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
OLD WOMAN, WRITING
Cerith Gardiner
A carta de uma irlandesa de 107 anos sobre co...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia