Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Newsletter Aleteia: uma seleção de conteúdos para uma vida plena e com valor. Cadastre-se e receba nosso boletim direto em seu email.
Registrar

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Mais de 900 migrantes desembarcam na Sicília

CANTABRIA
Compartilhar

Este desembarque acontece no dia seguinte à partida para a Espanha do navio humanitário "Aquarius"

Mais de 900 migrantes que se encontravam a bordo do barco de serviços da Guarda Costeira italiana desembacaram nesta quarta-feira no porto siciliano de Catânia, constatou um fotógrafo da AFP.

Este desembarque acontece no dia seguinte à partida para a Espanha do navio humanitário “Aquarius”, da ONG francesa SOS Méditerranée, que transportava 629 migrantes e ficou parado durante mais de 72 horas, uma vez que Itália e Malta se negaram a abrir seus portos.

A maioria dos 900 migrantes chegados à Catânia são eritreus. O barco transportava 200 menores, incluindo um bebê de três meses, segundo a ONG Save the Children.

Oitocentos desses migrantes serão transferidos para outras regiões italianas, segundo a polícia local.

É o primeiro desembarque tão numeroso de migrantes desde a chegada ao poder da nova maioria italiana, integrada pela Liga (extrema direita), cujo chefe Matteo Salvini também é ministro do Interior.

Salvini advertiu que os portos italianos estariam fechados às embarcações de ONGs europeias que auxiliam migrantes frente ao litoral libanês.

Esta medida foi aplicada ao “Aquarius”, apesar de lanchas da Guarda Costeira italiana ter levado alimentos e medicamentos e ter transportados os refugiados.

(AFP)

São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.