Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Domingo 17 Janeiro |
home iconAtualidade
line break icon

Danos em Igreja revelam violência da repressão na Nicarágua

NICARAGUA

Julio Vannini-(CC BY-NC 2.0)

Agências de Notícias - publicado em 22/07/18

Buracos de bala nas paredes, janelas e em imagens de santos da igreja da Divina Misericórdia de Manágua são o testemunho da violenta repressão das forças do governo aos estudantes opositores, em um dos episódios mais violentos da crise política que já deixou mais de 280 mortos em três meses de protestos na Nicarágua.

O dano material mais icônico está na imagem de Cristo, que tem três perfurações de bala, incluindo uma no peito, de onde parecem emanar raios de luz.

“Esta imagem (do Cristo da Divina Misericórdia) foi trazida da Polônia e é uma réplica da original. Agora vai ficar assim, porque estes três buracos representam o sofrimento do povo”, declarou o vigário Erick Alvarado.

Estudantes da Universidade Nacional Autônoma da Nicarágua (UNAN) se refugiaram na Igreja no sábado passado, após a desocupação pela força do centro educacional, e ficaram cercados no templo durante cerca de 12 horas, ao lado de sacerdotes e jornalistas, sob o fogo das forças governamentais.

O incidente deixou dois mortos e dezenas de feridos.

“Isto (os danos) vai ficar como lembrança de tudo o que vivemos”, declarou Alvarado, que narrou os momentos de terror que passou ao lado dos estudantes.

A igreja da Divina Misericórdia, próxima à UNAN, ficou lotada nesta sexta-feira, durante a jornada de orações e jejum convocada pela Igreja católica a favor do diálogo entre governo e oposição.

Foi a primeira missa de desagravo após o ataque e no momento em que o presidente Daniel Ortega acusa os bispos – mediadores do diálogo – de “golpistas” comprometidos com uma “conspiração” contra o governo.

“Foi uma noite de terror. As duas da madrugada cortaram a energia e ficamos no escuro, e todos se jogaram no chão por medo dos tiros…”, recordou Alvarado.

“Temi por minha vida, em certo momento pensei que era meu último dia”, disse o padre Alvarado, que apenas olhava a imagem do Cristo crucificado e rezava com o rosário em suas mãos.

“Jamais pensei que poderiam atacar uma Igreja, a casa de Deus”, comentou Alvarado, que conseguiu sair do local após 12 horas de cerco, graças à mediação do cardeal Leopoldo Brenes e de organismos de direitos humanos.

(AFP)

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Top 10
Aleteia Brasil
Na íntegra: as três partes do Segredo de Fáti...
UNPLANNED
Jaime Septién
Filme contra o aborto arrasa nas bilheterias ...
BABY BAPTISM
Padre Reginaldo Manzotti
Por que é tão importante batizar uma criança?
Deserto de Negev
Francisco Vêneto
Pedra de 1.400 anos com inscrição mariana é e...
KRZYŻYK NA CZOLE
Beatriz Camargo
60 nomes de bebês que carregam mensagens pode...
Reportagem local
Papa Francisco: cuidado com os cristãos que s...
POPE JOHN PAUL II
Philip Kosloski
"Não tenhais medo": a frase mais usada por Sã...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia