Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Ex-jogador do Manchester United fala sobre sua conversão no Encontro Mundial das Famílias

Compartilhar

Um testemunho impactante de quem ouviu o chamado de Deus mesmo estando afundado no mundo da fama e do dinheiro

No segundo dia do Encontro Mundial das Famílias em Dublim, um dos debates teve como tema “Celebrando o esporte e a família” e foi presidido por Paul Tighe, que é secretário do Conselho Pontifício da Cultura. 

Entre os oradores estava Philip Mulryne, o ex-jogador de futebol do Manchester United e agora padre. 

Mulryne jogou futebol profissional de 1996 a 2008 e alcançou o sucesso pelos times que passou. O ex-jogador confessa: “Quando me mudei para Manchester, deixei para trás a minha fé, me afundei neste mundo de materialismo e celebridade… e me perdi nele. Comprei carros e casas, pensando que isso me faria feliz”. 

Ele ainda conta que, ao longo de sua carreira, vários sinais lhe puxavam – pouco a pouco – de volta à prática da fé católica.  Enquanto viajava pela Europa, por exemplo, um colega de time propôs que eles fossem juntos à Missa. Eles tiveram que viajar vários quilômetros para encontrar uma igreja católica. Mas foi um sacrifício que surtiu efeito. Esse e outros momentos de inspiração começaram a influenciá-lo, fazendo com que seu coração se voltasse a Deus. 

Entre 2007 e 2008, Mulryne começou a sentir um enorme abismo em sua vida, reconhecendo que as coisas materiais não o satisfaziam. Enquanto isso, a irmã dele começou a lhe enviar livros católicos, o que o animou a voltar a praticar a fé. Ele começou a frequentar a Missa todos os domingos e desenvolveu uma vida de oração. Foi aí que começou a reconhecer que Deus estava chamando-o a ser padre. 

Então, ele renunciou os sonhos de voltar ao futebol e iniciou os estudos para o sacerdócio. Inicialmente, tinha a intenção de ser padre diocesano, mas logo se juntou aos dominicanos irlandeses. Depois de vários anos de formação, Mulryne foi ordenado sacerdote em julho de 2017. 

Ao concluir sua palestra no Encontro Mundial das Famílias, o padre deu poderosos conselhos sobre como integrar a família, a fé e os esportes. “Para mim, trata-se de organizar a sua vida. Quando você tem a fé, a família e a vida esportiva organizadas, a resiliência estará ali para te ajudar a enfrentar qualquer crise na vida. Se você só se preocupa com o sucesso nos esportes, então a sua vida está desequilibrada”, afirmou.  

Enfim, o grande segredo é manter tudo organizado adequadamente, assegurando-nos de que não podemos nos deixar cair nas tentações do mundo e, com isso, descuidar de nossa fé ou de nossa família.