Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quarta-feira 28 Outubro |
São Sálvio
home iconAtualidade
line break icon

Tribunal alemão rejeita prisão de ex-médico da Colônia Dignidade

KARL GRŽAN

URŠKA MAKOVEC | ALETEIA

Agências de Notícias - publicado em 25/09/18

A Colônia Dignidade foi fundada em 1961 pelo cabo nazista Paul Schäfer, perto da cidade rural de Parral, a 450 km de Santiago

A justiça alemã rejeitou nesta terça-feira o pedido de prisão para um ex-médico alemão da Colônia Dignidade, um assentamento fundado por um nazista no sul do Chile, apesar de sua condenação no país sul-americano por cumplicidade no estupro de menores de idade.

O tribunal regional de Dusseldorf anulou a sentença de uma jurisdição inferior, que em agosto de 2017 determinou que Hopp deveria cumprir na Alemanha, para onde fugiu, pena de cinco anos decidida no Chile em 2011 por cumplicidade no estupro e abusos sexuais de menores.

“Os fatos constatados no julgamento chileno não bastam, apesar da amplitude os motivos da decisão, para cumprir com as condições exigidas pelo Direito alemão para justificar ações penais contra Hopp”, afirma o tribunal em um comunicado que explica a sentença de 20 de setembro.

A Colônia Dignidade foi fundada em 1961 pelo cabo nazista Paul Schäfer, perto da cidade rural de Parral, a 450 km de Santiago.

Schäfer, ao lado de Hopp, seu braço direito, liderava um sórdido sistema de doutrinação e abusos sexuais no interior do território, que foi cedido à ditadura de Pinochet para deter e torturar presos políticos.

De acordo com os juízes, o “papel como dirigente” e médico de Hopp na Colônia Dignidade não bastam para considerá-lo cúmplice dos crimes de Schäfer.

A justiça chilena considerou que Schäfer cometeu os crimes graças ao apoio de Hopp.

Em 2011, a justiça chilena condenou Hopp, que se refugiou em seu país pouco antes do veredicto, a cinco anos e um dia de prisão por cumplicidade na violação de quatro meninos de menos de 12 anos e abusos sexuales outros 16 menores.

Schäfer. que foi detido em 2005, faleceu na prisão cinco anos depois.

(AFP)

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
Pe. Zezinho
Francisco Vêneto
Duas emissoras brasileiras deturpam fatos em ...
Reportagem local
Corpo incorrupto de Santa Bernadette: o que o...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia