Aleteia
Quarta-feira 21 Outubro |
São Bertoldo de Parma
Atualidade

Trump despreza Putin e aviva tensão antes do início de G20

ESI

Marko Vombergar-ALETEIA

Agências de Notícias - publicado em 30/11/18

Os Estados Unidos farão um gesto comercial significativo quando, no âmbito desta cúpula

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, reavivou a tensão nesta quinta-feira (29) ao cancelar, de última hora, o seu encontro com seu homólogo russo, Vladimir Putin, horas antes do início oficial em Buenos Aires da reunião de cúpula do G20.

“Me baseando no fato de que os navios e os marinheiros não foram devolvidos à Ucrânia da Rússia, decidi que seria melhor para todas as partes envolvidas cancelar a minha reunião previamente programada na Argentina com o presidente Vladimir Putin”, escreveu Trump no Twitter.

Entretanto, acrescentou, confia ter “uma reunião significativa” com o líder russo “assim que essa situação se resolver”.

O encontro era um dos pontos fortes do evento, que acontecerá na sexta-feira e no sábado, 10 anos após a criação do fórum, que reúne economias desenvolvidas e emergentes desde 2008.

Mas o agravamento do conflito entre Rússia e Ucrânia forçou o presidente americano a se distanciar de Putin, depois que a Guarda Costeira russa tomou o controle de três navios da Marinha ucraniana no Mar Negro, perto da península ucraniana da Crimeia, anexada pela Rússia em 2014, disparando contra eles e deixando três feridos entre os marinheiros a bordo.

“Assim é como agem os grandes líderes”, celebrou o presidente ucraniano, Petro Poroshenko, no Twitter. Mas a notícia caiu como um balde de água fria no Kremlin, e um porta-voz esclareceu que Moscou ainda não foi oficialmente informado.

Os presidentes americano e russo se reuniram quatro vezes desde que Trump chegou à Casa Branca, mas apenas uma vez durante uma cúpula, em Helsinque em junho deste ano.

Em seus encontros, os dois presidentes manifestaram a sua intenção de iniciar uma nova etapa nas relações entre Washington e Moscou. Porém, a investigação sobre uma suposta ingerência da Rússia na campanha presidencial americana de 2016 provoca muita tensão nos Estados Unidos.

– Multilateralismo em jogo –

Os líderes das principais economias do planeta desembarcam em Buenos Aires para participar da cúpula, marcada por uma guerra comercial entre Estados Unidos e China, as duas maiores economias do planeta.É, portanto, a reunião entre o presidente americano e seu homólogo chinês, Xi Jinping, que ganha todos os holofotes.

Nesta quinta-feira, o presidente americano já impôs a sua agenda e anunciou que um acordo comercial com Pequim estava próximo. Mas imediatamente esfriou as esperanças de avanços: “acho que estamos muito perto de fazer algo com a China, mas não sei se quero fazê-lo”, disse Trump a jornalistas da Casa Branca antes de iniciar sua viagem.

Os mercados esperam que se possa chegar a um acordo antes do fim do ano, quando as tarifas alfandegárias americanas aumentarem significativamente.

Os Estados Unidos farão um gesto comercial significativo quando, no âmbito desta cúpula, assinar o novo tratado comercial com México e Canadá, que substituirá o Nafta, rejeitado por Trump após 24 anos de vigência.

E nas ruas já são preparados protestos previstos para sexta-feira.

“O G20 é onde os poderosos do mundo se reúnem para planejar o aprofundamento do capitalismo. (…) Não é por acaso que excluam os próprios habitantes do uso do espaço público”, disse à AFP Juliana Díaz, uma argentina que participa de um dos eventos críticos a um G20, que deixou bloqueada boa parte da cidade.

– O clima na pauta –

Trump também deverá medir forças com o presidente da França, Emmanuel Macron, que pretende incluir nos primeiros pontos da agenda do G20 o aquecimento global, antes da conferência climática das Nações Unidas, COP24, em 2 de dezembro na Polônia.

O republicano, um crítico feroz do conceito de mudanças climáticas, retirou seu país dos acordos ambientais de Paris em junho de 2017, pouco depois de chegar à Casa Branca.

As atenções também estarão voltadas para o príncipe herdeiro da Arábia Saudita, Mohamed bin Salman. A pedido da Human Rights Watch, a Justiça local abriu uma investigação sobre Salman, envolvido no escândalo sobre o assassinato do jornalista saudita Jamal Khashoggi, que trabalhava para o Washington Post, no consulado de Riad em Istambul.

Em meio a essas tensões geopolíticas, a cúpula terá espaço para um momento histórico.

A primeira-ministra britânica, Theresa May, chegará a Buenos Aires como a primeira líder britânica a pisar em solo argentino desde a Guerra das Malvinas, em 1982.

(AFP)

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
CARLO ACUTIS
John Burger
Como foram os últimos dias de vida de Carlo A...
violência contra padres no Brasil
Francisco Vêneto
Outubro de cruz para padres no Brasil: um per...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
Pe. Gilmar
Reportagem local
Padre é encontrado após três dias desaparecid...
CHILE
Reportagem local
Duas igrejas são incendiadas durante protesto...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia