Aleteia
Sábado 24 Outubro |
São Maglório
Atualidade

Militar, neoliberal e conservador: assim é o futuro governo Bolsonaro

BOLSONARO

Fernando Frazão-Agência Brasil-CC

Agências de Notícias - publicado em 10/12/18

O capitão da reserva rompeu por enquanto com a política de troca de cargos por apoio partidário

Neoliberal na economia, de moral conservadora, com ampla presença de militares e apenas duas mulheres: assim é o perfil do gabinete com o qual Jair Bolsonaro pretende reformar o Brasil a partir de 1º de janeiro.

Fiel à sua promessa de reduzir o tamanho do Estado ante à asfixiante situação fiscal da primeira economia latino-americana, este capitão da reserva do Exército reduziu de 29 para 22 o número de ministérios. Entre os extintos está o do Trabalho.

Não pôde cortar mais, explicou, por uma questão de funcionalidade.

O resultado é uma equipe de sete ministros militares, oito com perfil técnico e sete políticos, unidos na crítica feroz aos governos de esquerda de Luiz Inácio Lula da Silva (2003-2010), preso desde abril em Curitiba, e de sua afilhada política, Dilma Rousseff (2011-2016), deposta do cargo após um processo de impeachment.

Há duas mulheres – uma a mais que no atual governo de Michel Temer – e nenhum negro.

“É um perfil pouco usual, possui grupos com características e objetivos muito distintos: um grupo nacionalista-antiglobalista, que se orienta na política populista de Donald Trump; um grupo de neoliberais que controla a parte econômica e outro de militares, que têm influência em várias áreas diferentes”, explicou à AFP Oliver Stuenkel, professor de Relações Internacionais da Fundação Getúlio Vargas (FGV).

“É cedo para dizer como vai ser o jogo de poder entre estes três polos”, acrescentou.

– “Chicago Oldies” em Brasília –

Um grande desafio de Bolsonaro será recuperar a economia após dois anos de recessão e outros dois de tímido crescimento.

Para esta missão, escalou Paulo Guedes, formado na Universidade de Chicago (berço do liberalismo econômico moderno), e que dirigirá um superministério da Economia, que abrangerá as pastas da Fazenda, Planejamento, Comércio Exterior e parte do desmembrado ministério do Trabalho.

Partidário de privatizar o que for possível e de um Estado quanto menor, melhor, Guedes nomeou outros economistas veteranos – apelidados pela imprensa de “Chicago Oldies” – à frente da Petrobras, do BNDES e do Banco Central.

“A formação da equipe econômica sugere que Paulo Guedes deverá gozar de ampla autonomia para tocar a agenda de reformas, sem ingerências de outras alas do governo”, disse à AFP Thomaz Favaro, analista da Control Risks.

– O flagelo da corrupção –

Outra prioridade para Bolsonaro é o combate à corrupção e à criminalidade galopante.

Para isso, criou um superministério da Justiça para o juiz Sergio Moro, célebre por chefiar a operação ‘Lava Jato’, que mandou para a prisão Lula e outros importantes políticos.

Mas será preciso ver como Bolsonaro e Moro vão resolver suas divergências em temas considerados bandeiras do ultradireitista, como a flexibilização do porte de armas e a caracterização de movimentos sociais como “terroristas”.

Para o cientista político Wladimir Gramacho, professor da Universidade de Brasília, Guedes, Moro e o deputado Onyx Lorenzoni, futuro chefe da Casa Civil, “têm a confiança dos três pilares de sustentação de um governo: Congresso, economia e opinião pública”.

– Poder “verde oliva” –

O futuro presidente, de 63 anos, nunca escondeu sua nostalgia pela ditadura militar (1964-1985), nem sua pretensão de colocar militares para comandar os ministérios.

Além de escolher como vice-presidente o general Hamilton Mourão, o ex-paraquedista indicou três generais para a Defesa (Fernando Azevedo e Silva), Secretaria de Governo (Santos Cruz) e Segurança Institucional (Augusto Heleno), além de outros quatro integrantes das Forças Armadas para as Minas e Energia (almirante Bento Costa Lima Leite), Ciência e Tecnologia (tenente-coronel Marcos Pontes), Controladoria Geral da União (Wagner Rosário) e Infraestrutura (Tarcísio Gomes de Freitas).

“A força dos militares no futuro governo ainda precisa ser comprovada, bem como seu interesse em exercer maiores cotas de poder”, explicou Gramacho à AFP.

– “Deus acima de todos” –

Bolsonaro se cercou de ministros que compartilham de seus valores conservadores – contrários ao aborto e à ideologia de gênero -, sua fé cristã, sua visão pró-Estados Unidos, antiglobalista e antiesquerdista do mundo.

O futuro chanceler, Ernesto Araújo, prometeu limpar o ministério das Relações Exteriores de todo vestígio de “marxismo cultural”; enquanto o filósofo colombiano Ricardo Vélez Rodríguez, que ocupará a pasta da Educação, considera que “quem define o gênero é a natureza”.

No Meio Ambiente, indicou o advogado Ricardo Salles. Já a pastora evangélica Damares Alves será futura ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos.

– Sem “toma lá, dá cá” –

O capitão da reserva, que durante 28 anos foi deputado federal, rompeu por enquanto com a política de troca de cargos por apoio partidário, conhecida como “toma lá, dá cá”.

(AFP)

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
Brasil
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
Papa Pedro João Paulo II Bento XVI Francisco
Reportagem local
Pedro, João Paulo, Bento e Francisco: 4 Papas...
SAINT MICHAEL
Philip Kosloski
Oração a São Miguel por proteção contra inimi...
Rosário
Philip Kosloski
Benefícios do Rosário: 3 virtudes que aprende...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia