Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Rota de peregrinação vai unir Aparecida ao Cristo Redentor

CAMINO
Shutterstock-gregorioa
Compartilhar

Trajeto tem quase 500 quilômetros e passa por 21 municípios

Devotos que buscam uma experiência de fé através da peregrinação, a pé ou de bicicleta, ganharão mais uma opção de trajeto. Trata-se do ‘Caminhos para Cristo’, ligando o Santuário Nacional de Aparecida ao Cristo Redentor, no Rio de Janeiro.

O responsável pelo projeto é o padre polonês Cristóvão Sopick, ciclista profissional que já participou de competições nacionais e internacionais, sendo quatro vezes campeão brasileiro da MTB 12 Horas por equipe, prova mais tradicional do Brasil na modalidade de mountain bikede longa duração em revezamento.

Padre Cristóvão explica que a nova rota passa pelos mesmos lugares do ‘Caminhos de Nossa Senhora’, ligando o Santuário da Divina Misericórdia, na Zona Oeste do município do Rio, ao Santuário Nacional de Aparecida. Ao todo são 485 quilômetros.

“Nosso projeto é fazer o caminho de volta, usando a mesma rota, com retorno para o Santuário do Cristo Redentor, no Corcovado. O novo trajeto conta com apoio da Arquidiocese do Rio de Janeiro, da Secretaria de Turismo do Rio (SETUR) e do Governo do Estado”.

A rota passa por 21 municípios. A primeira peregrinação do caminho será de bicicleta, saindo doSantuário Nacional no dia 6 de abril, com previsão de chegada ao Santuário do Cristo Redentor no dia 13 de abril. Em todos os locais de parada, haverá celebração de missa, seja numa paróquia ou capela, ou até mesmo de forma campal.

O percurso pode ser feito a pé ou de bicicleta e leva, em média, em 16 dias a pé e sete de bicicleta. São organizadas peregrinações guiadas, em quatro etapas de três a quatro dias cada.

Padre Cristóvão acredita que a rota é interessante para os municípios do interior, podendo trazer desenvolvimento, emprego e movimento turístico religioso.

“Com o apoio e a parceria da Secretaria de Ecoturismo, existe a possibilidade de transformar casarões e fazendas abandonados no caminho em albergues e pontos de acolhimento dos peregrinos e turistas”, afirmou.

Padre Cristóvão comentou que o Governo do Estado do Rio vai conceder uma sede em Petrópolis (RJ) para as rotas ‘Caminhos de Nossa Senhora’, ‘Caminhos para Cristo’ e para um Museu da Bicicleta, que vai expor bikes usadas em peregrinações e romarias de diferentes partes do mundo.

Mais informações sobre o ‘Caminhos de Nossa Senhora’ e ‘Caminhos para Cristo’ pelo telefone: (21) 2453-3684 ou através do site caminhosdenossasenhora.com.

(Via A12)