Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Receba diretamente no seu email os artigos da Aleteia.
Cadastrar-se

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Quer viver em plenitude? Siga o exemplo de São José

DOMAINE PUBLIC
Compartilhar

Um homem de poucas palavras e muitas ações

“Quem não achar mestre que lhe ensine a orar, tome este glorioso santo (São José) por mestre e não errará no caminho” – Santa Tereza
José era um homem simples, trabalhador. A Sagrada Escritura diz que ele era justo, ou seja, piedoso, temente a Deus, caridoso. Por isso foi escolhido pelo Criador para ser o pai adotivo de Jesus.
Nos Evangelhos não enocontramos nenhuma palavra dita por São José. Porém ele é reconhecido por suas atitudes. Se suas falas não ficaram registradas, pelo menos seus atos mostram a importância dele na vida e na vinda do filho de Deus.
Depois de saber que Maria esperava um filho que não era dele, seu coração se encheu de dúvida. Como era um homem justo, pensou em fugir, para não denunciar a jovem prometida em casamento. Mas o anjo do Senhor lhe apareceu em sonho. O filho que Maria trazia em seu ventre era obra do Espírito Santo (Mat 1, 20-21).
Foi a partir deste momento que José recebeu Maria em sua casa. E este homem escolhido por Deus continuou sua missão, sempre amparado pelo anjo do Senhor. Logo depois do nascimento de Jesus, eles tiveram que fugir para o Egito. Após a visita dos três reis Magos, o anjo apareceu novamente em sonho e disse a
São José que levasse Maria e o menino. Temendo perder o trono, o rei Herodes mandou matar todos os meninos com menos de dois anos (Mat. 2, 16-17).A sagrada família permaneceu no exílio até a morte de Herodes. No retorno, se estabeleceu em Nazaré.
São José volta a ser citado, desta vez no Evangelho de São Lucas, quando eles vão até Jerusalém por ocasião da festa da Páscoa. Na volta para casa, andaram por um dia e os pais começaram a procurar pelo filho na caravana. Não encontrando, os dois voltaram a Jerusalém, numa busca por notícias de Jesus, que tinha 12 anos. Depois de 3 dias, foi encontrado no templo, entre os doutores da Lei. São José não disse uma palavra, mas estava ao lado de Maria, apoiando e seguindo sua missão de ser o provedor e o protetor da família (Luc 2, 41-52).
Segundo a tradição, São José morreu amparado por Maria e Jesus. Para nós fica o exemplo de fé e dedicação. Confiar e acreditar que o plano de Deus para nossa vida nos leva à salvação.
São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.