Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Receba diretamente no seu email os artigos da Aleteia.
Cadastrar-se

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Lindos nomes para meninos nascidos em junho

BABY NAME
Yulia Sribna I - Shutterstock
Compartilhar

Uma lista com nomes compostos em homenagem a Santo Antônio, São João e São Pedro

A grande razão de junho ser um mês tão festivo são as comemorações em torno de três santos muito queridos e celebrados pelos católicos brasileiros: Santo Antônio, São João e São Pedro.

Entre os três, Santo Antônio talvez seja o mais popular por ser conhecido como o “Santo Casamenteiro”. Ele é lembrado no dia 13 de junho, data de sua morte. Sua celebração costuma marcar oficialmente o início das festas juninas, que se estendem por todo o mês com as subsequentes comemorações de São João Batista, no dia 24, e São Pedro, no dia 29.

Além de serem motivos de celebrações enraizadas à cultura brasileira, os três santos também são fonte de inspiração para pais que buscam batizar os filhos com nomes de religiosos, cujas vidas foram marcadas por atos de nobreza e benevolência.

Além de invocar a missão de fé representada por esses três santos, os nomes Antônio, João e Pedro também costumam ser parte de belos nomes compostos. Para ajudar pais que estão em dúvida em relação ao nome de seu filho que nasceu ou nascerá em Junho, elencamos abaixo algumas ideias de composições:

– Antônio Bernardo: Composição que reúne o nome de dois santos que viveram na Europa nos séculos XII e XIII. Santo Antônio foi um exímio pregador, seus sermões atraiam multidões e ele sempre trabalhou para ajudar os mais necessitados. Já São Bernardo de Claraval, cujas palavras e entrega serviram como incentivo para que pai, tio e irmãos também se convertessem à vida religiosa, era dotado de uma sabedoria ímpar e deixou como herança inúmeros textos e orações;

– Antônio Carlos: Além de Santo Antônio, temos aqui também a lembrança de São Carlos Borromeu, santo cardeal arcebispo italiano do século XVI que deixou um grande legado evangelizador e é conhecido como santo protetor dos catequistas;

– Antônio Gabriel: Junção do nome de um santo querido e de São Gabriel, o arcanjo da Anunciação, o “emissário do Senhor”, o escolhido por Deus, que acompanhou Jesus em toda a sua vida terrena, Paixão e Ressurreição. É também de duas passagens bíblicas em sua referência que foram tirados os primeiros versos da oração da Ave-Maria: “Alegra-te, cheia de graça, o Senhor está contigo!” (Lucas 1, 28) e “Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto de teu ventre!” (Lucas 1,42);

– Antônio José: A perfeita união dos nomes de dois santos reconhecidos pela bondade, prudência e caridade.  José foi um carpinteiro simples, trabalhador e piedoso. Por tal razão foi escolhido pelo Criador para ser, na Terra, o homem a quem Jesus chamou de “papai”. Fiel em sua missão de ser provedor e protetor da família, São José esteve sempre lado de sua esposa, Santíssima Virgem Maria, e sua vida foi um lindo exemplo de fé e dedicação;

– Antônio Vitor: Sabe-se que Santo Antônio buscou a vida religiosa ainda na juventude, assim como São Vitor, também conhecido como São Vito, que nasceu na região da Sicilia (Itália) e, com apenas sete anos, era cristão convicto e já operava vários prodígios. Dedicou toda sua juventude a Jesus e a ele foi fiel em todos os momentos;

– João Bento: São João Batista é reconhecido como santo padroeiro dos injustiçados por causa da fé e sua importância para a Igreja é tamanha que, assim como Jesus e Nossa Senhora, é o único santo homenageado tanto no dia do seu martírio (29 de agosto) quanto no do seu nascimento (24 de junho). João, cujo nome significa “Deus é misericórdia”, foi um dos apóstolos de Jesus Cristo e, também, quem o batizou às margens do Rio Jordão. Já Bento, que também quer dizer abençoado, remete à São Bento, monge fundador da Ordem dos Beneditinos e autor da Regula Monasteriorum, livro em que expôs as regras para a vida monástica em comunidade baseado em princípios como silêncio, oração, trabalho, recolhimento, caridade fraterna e obediência; 

– João Francisco: Outra junção de nomes de santos de grande devoção. São Francisco de Assis, sempre lembrado por sua simplicidade e devoção aos mais necessitados, renunciou à toda riqueza de sua família para se dedicar aos animais, ao meio ambiente e aos leprosos, se tornando um peregrino de Deus. Sua vida de renúncia e dedicação aos pobres foi, inclusive, inspiração para a escolha do nome adotado pelo Cardeal Jorge Mario Bergoglio, o Papa Francisco, ao ser nomeado ao título;

– João Guilherme: São Guilherme de Vercelli muito jovem já vestia o hábito de monge e era um fervoroso peregrino. Por muitos anos viveu como eremita, dedicando-se à oração e à penitência. Foi fundador de inúmeros mosteiros e da Congregação Beneditina de Montevergine, se dedicou a combater o mal e nunca admitiu que o pecado interferisse em sua vida;

– João Lucas: Conhecido como o autor do terceiro Evangelho, São Lucas escreveu uma visão completa do mistério da vida, da morte e da ressurreição de Cristo. Foi companheiro de São Paulo, apóstolo, colocou à sua disposição todo o seu conhecimento sobre a ciência médica e literária e seguiu-o por toda a parte na tarefa da propagação do Evangelho de Jesus Cristo. O significado de seu nome é “aquele que vive sob a luz divina”;

– João Pedro: assim como João, Pedro também foi um dos doze apóstolos de Jesus Cristo e dele recebeu a missão de ser líder da Igreja: “tu és pedra, e sobre essa pedra edificarei a minha igreja” (Mateus 16,18). São Pedro era pescador e vivia como homem simples, mas, depois de três anos seguindo Jesus, recebeu o poder do Espírito Santo em Pentecostes. A partir disso se tornou um grande líder, assumiu as chaves da Igreja e se tornou o primeiro Papa da Igreja Católica.

– Pedro Arthur: Arthur Bell é o nome de um sacerdote e mártir franciscano que, por dominar vários idiomas, realizou traduções de importantes obras do catolicismo. Além de se dedicar ao ensino do hebraico e de línguas sagradas para noviços franciscanos, ele realizou trabalhos de evangelização em países como França, Bélgica Espanha e Reino Unido;

– Pedro Davi: Davi de Menévia é o nome do rei escocês que nasceu no ano 500 que dedicou toda a sua vida à doutrina cristã. Converteu vários pagãos e anticristãos e exercitou suas convicções com honestidade na política e na administração do Estado, gestos esses que, ao longo dos séculos, continuaram como influência positiva entre os reis que o sucederam. É conhecido como São Davi, o Padroeiro do País de Gales;

– Pedro Henrique: Assim como São Davi, São Henrique, ou Henrique II, foi Imperador Romano-Germânico e o último monarca da dinastia otoniana. Comandou com sabedoria, humildade e cristandade, pois concedeu à população incontáveis benefícios sociais e assistenciais, amparando os mais necessitados e doentes;

– Pedro Inácio: terceiro bispo de Antioquia, a terceira maior cidade do mundo antigo e de grande importância para a história do cristianismo, São Inácio foi um homem de visão e um pastor de grande zelo. Entre seus feitos estão as sete cartas escritas às vésperas de sua morte e destinadas às comunidades cristãs, onde deixou registrada sua grande fé.

– Pedro Miguel: São Miguel Arcanjo é, provavelmente, o mais famoso dos guerreiros de Deus contra o mal. Entre os papéis a ele destinado estavam o de comandante do Exército de Deus e líder das forças celestes e, também, o de patrono especial do povo escolhido no Velho Testamento e guardião da Igreja. 

Leia também: 60 nomes de bebês que carregam mensagens poderosas

Boletim
Receba Aleteia todo dia
São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.