Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Newsletter Aleteia: uma seleção de conteúdos para uma vida plena e com valor. Cadastre-se e receba nosso boletim direto em seu email.
Registrar

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Fuja do padrão, acredite nos seus sonhos!

MAN
Compartilhar

Investir em grandes sonhos não é algo errado; sair do convencional e dos padrões fazem bem para nós

Sonho parece coisa de gente que vive de fantasia, fora da realidade! Já ouvi e já usei muitas vezes a expressão “cai na real”! E sempre que a ouvi ou utilizei, ela era dirigida a alguém que parecia sonhar acordado, alguém que sonhava com o impossível, com o improvável.

Na verdade, os sonhos nos tiram, muitas vezes, do previsível, do convencional. Isso incomoda, às vezes, desinstala-nos, obriga-nos a fugir dos padrões. Mas quem disse que temos de estar dentro dos padrões?

Conheci muita gente diferente, inusitada, pessoas fantásticas pela sua capacidade de elaboração e criatividade. Algumas pareciam nem viver neste mundo, tamanha capacidade de viverem longe da realidade. Aqui me explico: longe da realidade convencional, porque foram capazes de quebrar padrões. Pessoas que, corajosamente, quiseram sonhar e viver a aventura de perseguir seus sonhos, ainda que para muitos esses sonhos fossem utopia, coisa de “gente doida”. No entanto, levaram não só os sonhos adiante, mas fizeram com que outras pessoas também se envolvessem em seus sonhos, o que os tornou uma realidade.

Conheci tantas outras pessoas que também sonhavam, mas não tiveram a mesma coragem de lutar pelo que acreditavam, e foram deixando que seus sonhos se esvaziassem, foram sonhando sozinhas e desanimaram. Sonharam o sonho dos outros, não foram protagonistas, mas figurantes.

Para essas pessoas, os sonhos duram apenas as horas de uma noite mal dormida, daquelas que a gente acorda cansado como se não tivesse dormido, e podem até se tornar pesadelos.

Sonhar faz parte da nossa essência

Tenho a impressão, no entanto, de que os nossos sonhos são todos cheios de realismo. Faz parte da nossa essência sonhar. Não sonhamos com coisas ruins para nós e para outros, sonhamos coisas boas, sonhamos com um mundo melhor, com a felicidade e a paz. Sonhamos fazer coisas que nos darão a possibilidade de continuar sonhando.

Um amigo me disse um dia desses: “Cansei de sonhar, não acredito mais em nada!”. Vi, em suas palavras, que ele estava frustrado, decepcionado, estava incapacitado de lutar pelos seus sonhos. Perdera o entusiasmo, não existia mais o sonho, somente a realidade de alguém que preferiu a mesmice dos padrões a viver do determinismo, deixando de ser um autêntico sonhador.

Quando me vejo em situação semelhante, peço a Deus que me devolva a graça de sonhar. Quero sonhar muito, sonhar alto, sonhar com ousadia, creio que este é o caminho da vida!

Por Simoni Cavazanni, via Canção Nova 

 

Boletim
Receba Aleteia todo dia
São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.