Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Receba diretamente no seu email os artigos da Aleteia.
Cadastrar-se

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Igreja de São Francisco: uma das joias da arquitetura católica de Portugal

Church of Saint Francis
Mate Karoly | Shutterstock
Compartilhar

Em estilo barroco, a igreja foi decorada com cerca de 300 kg de pó de ouro

Clique aqui para abrir a galeria de fotos

O barroco, um estilo arquitetônico originado em Roma no século XVII, é conhecido por suas suntuosas decorações. Quando se trata de interiores de igrejas, um grande exemplo é a Igreja de São Francisco, no Porto, em Portugal. Ela foi decorada com quase 300 quilos de pó de ouro.

Listada como Patrimônio Mundial da UNESCO desde 1996, a “Igreja do Convento de São Francisco”, foi fundada por frades franciscanos no século XIII como um edifício muito mais modesto. Mas, após vários incêndios, foi redesenhada de acordo com o estilo gótico, com interiores em madeira. Foi assim até os séculos XVII e XVIII, quando as partes internas das igrejas começaram a ser decorados em estilo barroco em toda a Europa.

Os melhores entalhadores e ourives de Portugal foram contratados para o trabalho, que levou décadas para ser concluído. Cada uma das três naves internas, o telhado, pilares e caixilhos das janelas, receberam gravuras elaboradas e revestidas com pó de ouro. O nítido contraste entre seu exterior gótico sóbrio e suas naves internas brilhantes faz da Igreja de São Francisco um dos exemplos mais intrigantes da arquitetura católica no país.

Ao entrar na igreja, os visitantes podem seguir uma dinâmica descobrir alguns de seus melhores elementos decorativos. No lado esquerdo, fica a capela funerária de Luis Alavare de Sousa, um nobre local. A capela está decorada com um dos afrescos mais antigos de Portugal, representando a Virgem da Rosa. No centro, encontra-se uma estátua de granito policromada de São Francisco, datada do século XIII.

De todos os retábulos elaboradamente decorados, o mais importante é a escultura em madeira policromada de 1718, representando a “Árvore de Jessé”, uma ilustração da árvore genealógica de Jesus com doze reis de Judá conectados através dos galhos da árvore ao corpo principal, o de Jessé , pai de Davi e rei dos israelitas.

Mas os incêndios não foram os únicos desafios enfrentados pela Igreja de São Francisco em seus sete séculos de existência. Quando as tropas napoleônicas invadiram a cidade do Porto, no século XIX, os frades franciscanos foram forçados a fugir, deixando soldados livres para invadir parte das gravuras douradas da igreja. E quando a guerra civil portuguesa atingiu seu auge, na década de 1920, a igreja foi bombardeada e sofreu graves danos.

Após o trabalho de restauração, a Igreja de São Francisco retornou à sua antiga glória e é atualmente considerada um dos melhores exemplos de talha dourada em Portugal.

A Igreja fica aberta para visitas todos os dias das 9h às 20h. Um dos acessos é pela estação de metrô São Bento.

 

Boletim
Receba Aleteia todo dia
São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.