Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quinta-feira 15 Abril |
São Damião Veuster
home iconEstilo de vida
line break icon

Que tal caminhar por um cemitério neste mês de novembro?

WOMAN,PRAYING,CEMETERY

Shutterstock

Pe. Edward Looney - publicado em 01/11/19

Um lugar pacífico, propício à oração e reflexão

Todos os anos, de 1 a 8 de novembro, a Igreja Católica oferece uma indulgência plenária nas condições usuais aplicáveis ​​apenas às almas sagradas do purgatório. Um dos requisitos é visitar um cemitério e rezar pelos mortos.

Um dos meus lugares favoritos para passear é o cemitério. Para mim, é um lugar pacífico, propício à oração e reflexão.

Então, se você decidir passear por um cemitério dia destes, especialmente em novembro, aqui estão algumas sugestões sobre o que procurar ou fazer.

1Procure túmulos de familiares e amigos

Pessoas em férias costumam visitar cemitérios, especialmente se alguém notável estiver enterrado lá. Acabei de voltar de Israel e Oskar Schindler está enterrado em Jerusalém. Eu sei que muitas pessoas procuram o túmulo dele.

As pessoas visitarão cemitérios na Normandia para homenagear os veteranos enterrados lá ou o Cemitério Nacional de Arlington para visitar o túmulo do soldado desconhecido.

Mas, em nossa vida cotidiana, devemos visitar periodicamente os túmulos dos membros de nossa família. Algumas pessoas fazem isso regularmente porque precisam regar as flores, enquanto outras podem fazer isso em uma ocasião especial.

Quando visito minha cidade natal, vou ao túmulo da minha mãe, faço uma oração e depois caminho para o lote da nossa família em uma seção diferente do cemitério, onde meus avós estão enterrados e a família da minha avó. Então, procuro percorrer as ruas do cemitério, encontrando as sepulturas de pessoas que conheci, lembrando o impacto que tiveram na minha vida.

2Observe as lápides

Quando visito um cemitério, gosto de observar as lápides e encontrar as mais originais. É sempre interessante ver as sepulturas de 100 anos atrás, em comparação com as mais recentes. Algumas das lápides são ornamentadas, contendo imagens gravadas em granito de Jesus, Maria ou dos santos. Algumas delas têm versículos das escrituras ou linhas poéticas. Enquanto você caminha e reza, não perca de vista a beleza das lápides – e talvez você comece a pensar na sua.

3Use a imaginação

Uma das minhas músicas favoritas é “The Green Fields of France”, de uma banda irlandesa chamada The High Kings. A música narra uma visita a um cemitério e visualiza a vida de Willy McBride, que tinha apenas 19 anos quando morreu como soldado. Talvez quando você passar por um túmulo, você começará a fazer perguntas como: por que essa pessoa morreu tão jovem? O que eles fizeram para viver? Eles têm família que sente falta deles? Quando ando entro túmulos de  pessoas que morreram em 1800, percebo que elas podem estar esquecidas. Mas, e se imaginássemos quem eles eram e sua história? Se o fizermos, de alguma forma sua memória ainda estará viva.

4Faça uma boa ação

Os membros da família podem decorar túmulos de seus entes queridos com flores artificiais e colocar uma estátua de um santo ali. Com as tempestades, é possível que uma estátua seja derrubada ou que as flores fiquem espalhadas. As pedras podem ficar cobertas de musgo, tornando os nomes não legíveis. Ao atravessar um cemitério, considere fazer uma boa ação e ajeitar o túmulo de alguém, se precisar de atenção. Tal ação é um trabalho de amor e, embora não possam expressar verbalmente sua gratidão, os mortos agradecem a honra que você lhes mostrou.

5Reze ao caminhar

Minha oração em um cemitério é o Rosário, refletindo especialmente nos mistérios tristes ou gloriosos. O Terço da Divina Misericórdia também seria apropriado. Outra sugestão é ler os Salmos ou fazer a oração do Descanso Eterno. Um cemitério pode ser um lugar onde andamos, oramos e lembramos daqueles que vieram antes de nós com fé. Não perca a oportunidade, em novembro, de orar pelas almas do purgatório, para que possam morar com Deus para sempre no Reino dos Céus.




Leia também:
A riquíssima experiência de caminhar pelo cemitério com as crianças

Tags:
Céu
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
KRZYŻYK NA CZOLE
Beatriz Camargo
60 nomes de bebês que carregam mensagens poderosas
2
Pe. Zezinho
Reportagem local
Não desprezem o templo nem posem de católicos avançados, alerta o...
3
MIGRANT
Jesús V. Picón
O menino perdido no deserto nos convida a refletir
4
LOVE AND MERCY FILM
Aleteia Brasil
O filme sobre Santa Faustina e a Divina Misericórdia já está disp...
5
DIVINE MERCY
Reportagem local
Como obter indulgência plenária no Domingo da Divina Misericórdia...
6
agnus Dei
Catholic Link
Filme “Agnus Dei”: o dilacerante calvário das freiras...
7
Aleteia Brasil
Havia um santo a bordo do Titanic?
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia