Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Cadastre-se e receba Aleteia diretamente em seu email. É de graça.
Receber

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

A bela amizade entre Santo Inácio e São Francisco Xavier

Domínio Público
Compartilhar

Eles se conheceram na universidade e a amizade transformou a vida de São Francisco Xavier

Francisco nasceu perto de Pamplona (Espanha) em 1506. Era de família que tinha sido rica, mas perdeu tudo por causa das guerras. 

Desde muito jovem, tinha grandes ambições mundanas e desejos de vencer na vida. Era esperto e de excelentes qualidades para os estudos. Deus o faria se destacar, mas na santidade. 

Foi estudar na Universidade de Paris e lá conheceu Santo Inácio de Loyola, com quem formou uma grande amizade, repetindo a famosa frase de Jesus: “Do que adianta ao homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma?”

Este pensamento foi liberando Francisco de suas ambições mundanas, do desejo e vaidade. Assim, ele foi caminhando para a vida espiritual. 

A amizade com Santo Inácio transformou Xavier por completo. Francisco foi um dos sete primeiro religiosos com os quais Santo Inácio fundou a Companhia de Jesus. 

Ordenado sacerdote, colaborou com Santo Inácio e seus companheiros no ensino do catecismo. Também pregava em Roma e em outras cidades. 

Artigo originalmente publicado em Oleada Jovem, traduzido e adaptado ao português 

Boletim
Receba Aleteia todo dia