Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Newsletter Aleteia: uma seleção de conteúdos para uma vida plena e com valor. Cadastre-se e receba nosso boletim direto em seu email.
Registrar

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Osso do dedo do Papai Noel estava entre as relíquias doadas a esta abadia

BATTLE ABBEY
Compartilhar

Tradução de um documento medieval mostra que, além do osso de São Nicolau, a Abadia da Batalha recebeu um pedaço da manjedoura onde Jesus nasceu

Um osso do dedo do Papai Noel e um fragmento da manjedoura onde Cristo nasceu estavam entre as relíquias dadas a um mosteiro inglês, de acordo com a tradução de um documento medieval.

O documento contém um inventário de 580 anos de 175 objetos dados à Battle Abbey (Abadia da Batalha), de acordo com Michael Carter, historiador da English Heritage, uma organização que supervisiona a manutenção de locais históricos na Inglaterra.

De acordo com a rede de TV CNN, as relíquias foram doadas por Guilherme, o Conquistador, que assumiu o trono inglês após vencer a Batalha de Hastings em 1066. Ele então construiu uma abadia no local de sua vitória.

Entre as relíquias listadas, havia um pedaço de cabelo e o osso de São Nicolau (também conhecido como Papai Noel) e relíquias do local de nascimento de Cristo em Belém, incluindo um fragmento da manjedoura. De acordo com o inventário, Guilherme, o Conquistador, também deu à abadia várias relíquias dos Santos Inocentes, os restos das crianças mortas em Belém por ordem do rei Herodes.

“É fascinante como as conexões com o nosso Natal hoje podem ser rastreadas por quase mil anos e, apesar da violenta repressão de Henrique VIII (aos mosteiros durante a Reforma Inglesa), esses grandes mosteiros ainda estão abrindo mão de seus segredos”, disse Carter à CNN.

Sua pesquisa sobre a Abadia de Batalha é publicada na edição de dezembro do The Journal of Medieval Monastic Studies.

Infelizmente, pouco sobrou da Abadia, que está em ruínas. Mas ainda é possível visitar o local durante o verão europeu.

 

 

Boletim
Receba Aleteia todo dia