Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Newsletter Aleteia: uma seleção de conteúdos para uma vida plena e com valor. Cadastre-se e receba nosso boletim direto em seu email.
Registrar

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Nesta pandemia, Deus nos fala, mas o mundo não está escutando

Compartilhar

Você tem uma alma e deve cuidar dela. No meio dessa pandemia, a fé, a graça santificadora, a oração e a presença de Deus nos sustentarão

Parece que estamos tirando Deus da equação. E isso é uma tragédia. Temos um instinto de sobrevivência natural que é ativado em momentos como os que estamos vivendo. E nós nos protegemos. É bom fazer isso. Mas é melhor quando nos lembramos de que também temos uma alma e devemos cuidar dela.

As igrejas são fechadas, as missas foram suspensas como medida de contenção. Mas e as confissões? Como purificamos nossas almas? Como receber o Corpo de Cristo? O que vai acontecer? Ontem eu estava refletindo muito sobre tudo isso.

No meu país, Panamá, foi anunciado o 1º caso de coronavírus, um caso leve; depois, à noite, no dia seguinte, anunciaram um morto e sete infectados, o fechamento de escolas e o cancelamento de atividades maciças. E agora é declarada uma pandemia.

Tenho medo do vírus, o medo é saudável, um reflexo que nos permite estar atentos a situações de risco. Mas não deve ir além disso.

Você deve manter a serenidade, ser prudente. Não desista nem deixe seu espírito desanimar. Esta é uma luta para todos, juntos. E nós venceremos.

É fundamental seguir as regras de higiene que estão nos ensinando. Devo cuidar do meu corpo, me proteger do vírus e proteger minha família.

Mas e a minha alma? O que eu faço por ela? Eu a deixo abandonada sem protegê-la do pecado mortal?

O pior que pode acontecer conosco nessa pandemia? Viver com o vírus do pecado e não perceber.

O pecado mortal, como o coronavírus que afeta o mundo, também se espalha e afeta famílias, países, comunidades.

O pecado é coletivo porque afeta os outros, tem consequências.

São momentos em que o diabo sai à vontade semeando terror, fazendo você pensar apenas no material e esquecer o espiritual. Não se deixe. Nós somos corpo e espírito. Vivemos com o temporal (nosso corpo) e o eterno (nossas almas).

Você tem uma alma e deve cuidar dela.

No meio dessa pandemia, a fé, a graça santificadora, a oração e a presença de Deus nos sustentarão.

Ânimo!

Deus te abençoe!

Boletim
Receba Aleteia todo dia