Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Cadastre-se e receba Aleteia diretamente em seu email. É de graça.
Receber

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Sacerdote em estado grave, sua mãe morreu, mas ele continua a “atender”

PADRE JON
Gentileza
Compartilhar

Atualmente, os padres católicos estão na primeira linha, expondo-se ao contágio para cuidar espiritualmente de tantas pessoas que sofrem

O padre Jon dirige a paróquia de Santiago Apóstolo, em Valdemoro, uma das cidades mais afetadas pelo coronavírus na Espanha. Ele é um jovem padre que vive com seus pais idosos e necessitados.

A pandemia de coronavírus o atingiu com força: sua mãe morreu ontem no Hospital Valdemoro, enquanto ele permanece em uma área de UTI do mesmo prédio.

Até algumas horas antes dela morrer, mãe e filho dividiam um leito, um “luxo” agora, visto em perspectiva, sabendo que existem pacientes isolados e que não conseguem se comunicar com outros pacientes da família. Quando o filho foi transferido, ele sabia que a estava vendo pela última vez.

Em Valdemoro, a situação é muito difícil. Por razões de saúde, a cremação dos corpos é necessária para evitar novas infecções, mas, segundo outro sacerdote, pe. Julián Lozano, da mesma diocese de Getafe, “as casas funerárias estão lotadas e será necessário esperar 3 ou 4 dias para realizar a cremação.”

De certa forma, o momento lembra os anos da peste na Europa, na Idade Média. Ontem, Rosella Cannevari, uma “influenciadora digital” especializada em viagens e agora confinada em Milão, explicou em um vídeo que em Bergamo há um funeral a cada meia hora, e que os parentes não podem comparecer: apenas o padre diante do falecido.

“Pulvis eris et pulvis reverteris” (tu és pó e ao pó retornarás), acabamos de recordar na Quarta-feira de Cinzas.

Parece impossível, mas o século XIV não está tão longe: agora somos lembrados de quão frágil é nossa condição humana.

No entanto, em meio a tanta dor, o testemunho do padre Jon permanece como um lembrete do essencial: a força do sacerdócio. Ele é uma ovelha e um pastor com o cheiro das ovelhas.

HOSPITAL
Twitter | @ayto_valdemoro

O padre Jon está internado em estado grave no hospital Valdemoro e com ele muitos dos paroquianos de sua paróquia.

Ontem, ele enviou uma mensagem de áudio a seus paroquianos, que foi espalhada pelo WhatsApp para muitas pessoas. Percebia-se que ele estava tendo problemas para respirar, mas sua mensagem era muito clara. É esta:

À MINHA PARÓQUIA DE SANTIAGO:

Querida família:

Como muitos de vocês já sabem, hoje minha mamãe faleceu.

Em paz, cercada por esses anjos em trajes verdes (um deles da nossa paróquia) que estão dando suas vidas com imenso profissionalismo e dedicação e afabilidade heróicas. Certamente seu outro anjo, seu anjo da guarda, a acompanhava.

Eu tive que deixá-la ontem.

O Dr. não gostou do meu estado, e eles me colocaram em um tipo de “Pré-UTI” que esses profissionais incríveis montaram.

O Hospital está em ordem, extremamente eficaz, dedicação ao máximo.

Minha saúde… delicada. Eu tenho uma grande pneumonia por coronavírus, e é ruim. É por isso que fui avisado várias vezes hoje que, no momento em que me virem pior, eles rapidamente me sedarão e me entubarão.

“Estou em paz. O Senhor me dá a paz.”

Estou emocionalmente em paz. O SENHOR ME DÁ A PAZ.

O sacrifício de ser “arrancado” de minha mãe foi preparado pelo momento difícil de nos vermos separados ontem, ao sair do leito.

Então, entreguei TOTALMENTE à Virgem e a São José a minha mãe.

E não há mais nada a falar…

‘Não há cruz, e se houver, Ele carrega’

Alguns colegas me contam sobre a cruz que vivo… NÃO HÁ ISSO. Realmente, realmente só vejo o Senhor, NÃO HÁ CRUZ, e se houver, Ele cobre com sua presença.

Os irmãos sacerdotes

Os irmãos sacerdotes que são mártires de Cristo vieram nos dar a unção e a comunhão no domingo e a comunhão ontem.

Papai está na paróquia. Testou positivo, mas não apresenta sintomas. E vocês estão sendo sua providência material e humana desta vez, pois eu não sei quanto tempo isso vai durar.

Por favor, rezem pelos três. Especialmente para a alma de minha mãe, e por meu pai, que nada aconteça com ele estes dias.

‘Um rio de humanidade, bondade e oração’

O maldito vírus está derramando na Espanha um rio de humanidade e bondade, E DE ORAÇÃO. Famílias que nunca tinham rezado juntas em casa, hoje estão rezando. NÃO DEIXEM DE REZAR.

‘Entrego-me, do leito, por vocês’

Amo-vos e me entrego por vocês, agora esta é a minha missa e o meu altar.

OBRIGADO A TODOS POR TANTO AMOR!

 

Boletim
Receba Aleteia todo dia