Aleteia
Quinta-feira 01 Outubro |
São Bavão de Gand
Estilo de vida

3 maneiras essenciais de manter a paz em casa

ADOPTION

Africa Studio|Shutterstock

Calah Alexander | Mar 25, 2020

Esta é uma situação sem precedentes, portanto, ajudar sua família a enfrentá-la com calma exige métodos sem precedentes

Enquanto escrevo este artigo, a maioria das cidades na minha região (Dallas-EUA) está se preparando para uma quarentena de duas semanas em resposta à pandemia de coronavírus.

Entre as preocupações mais práticas, como alimentação e medicamentos, tenho pensado em como será a vida cotidiana nas próximas semanas.

Dado que a única coisa que se espalha mais rapidamente que o coronavírus é o medo, meu objetivo principal tem sido encontrar maneiras de manter a paz em nossa casa.

Então eu preparei a seguir uma estratégia tripla para ajudar minha família a enfrentar as próximas semanas em paz.

1
FALE COM OS SEUS FILHOS

A parte mais assustadora de qualquer pandemia não é necessariamente a própria doença, mas a incerteza que a cerca. Isso é verdade tanto para crianças quanto para adultos.

Podemos pensar que os estamos protegendo falando em voz baixa ou dizendo que não há com o que se preocupar, mas na verdade estamos criando mais medo e ansiedade por não nos envolvermos aberta e honestamente.

Não tenha medo de contar aos seus filhos sobre o vírus. Claro, não há necessidade de entrar em grandes detalhes sobre as partes mais mais dramáticas, mas forneça os fatos. Explique como se espalhou e diga a eles o que eles podem fazer para se proteger.

Se as escolas estiverem fechadas, explique o motivo e lembre-as de que essas medidas estão sendo tomadas para proteger todos e retardar a disseminação. Dê a eles espaço para expressar seus medos e não os deixe de lado.

Na verdade, é bom compartilhar suas próprias preocupações para que seus filhos saibam que não estão sozinhos em sentir medo. Enfrentar o que está acontecendo, seja o coronavírus ou apenas a vida, é a melhor maneira de criar uma sensação de segurança e paz em sua família.

2
FOCO NO OBJETIVO, NÃO NA DISTRAÇÃO

A primeira coisa que pensei foi em como encontrar maneiras de ocupar as crianças durante as próximas semanas.

Mantê-los ocupados e distraídos parecia a solução óbvia – mas essa é uma situação nova. Nunca experimentamos algo assim antes.

Não é nada como férias escolares ou dias de nevasca, e essas abordagens parecem inadequadas.

Então, em vez de encontrar maneiras de distrair as crianças, comecei a pensar em maneiras de dar-lhes propósito a cada dia.

Um dia, vamos limpar e organizar o armário de brinquedos que se tornou um poço de desespero. É divertido? Não. Isso precisa ser feito? Sim. É um trabalho em que podemos focar e concluir juntos e depois celebrar? Sim.

Porém, nem todos têm que ser dias de tarefas – outro dia teremos aula de ciências na cozinha, o que é divertido e produtivo.

Veja essas duas semanas como uma oportunidade de fazer algo que você adiou de maneira sistemática. Planeje, faça um calendário, consulte as crianças e acorde todos os dias e faça.

3
MANTENHA-SE ESPIRITUALMENTE FORTE

Não há nada como um momento de medo para trazer as pessoas de volta a Deus, e essa pandemia não é exceção. Doença e morte estão na mente de todos, então você pode ter certeza de que também estarão na mente dos seus filhos.

Não evite isso – enfrente. Leia trechos das Escrituras e histórias da vida dos santos que viveram em tempos de pragas… mas leiam juntos, em voz alta, e depois passem algum tempo conversando.

Se um versículo em particular tocar um de seus filhos – ou você! – escreva-o em um caderno ou no espelho do banheiro.

Crie algumas maneiras pelas quais sua família pode tirar as lições da vida dos santos e aplicá-las aqui, agora, neste tempo moderno de praga.

E o mais importante, comece e termine cada dia com a oração. Lembre seus filhos quando acordarem e antes de dormirem que, afinal, o amor de Deus é infinito e eterno. Invoque seus anjos da guarda para lembrá-los de que eles não estão sozinhos e que Deus os manterá seguros agora e para sempre.

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
CasaCoronavírusEducação dos FilhosFamíliaFilhos
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Aleteia Brasil
Com afastamento do pe. Robson, o Santuário de...
A12
3 armas fortes de São Miguel Arcanjo
Gelsomino Del Guercio
A misteriosa linha reta que une 7 santuários ...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
Silvia Lucchetti
Gestante com câncer recusa aborto: ela e o be...
SAINT MICHAEL
Arcanjo Miguel
15 de agosto: começa a Quaresma de São Miguel...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia